Limpeza do sensor do descanso lateral

Um belo dia a sua moto morre do nada, justamente quando você resolve sair na frente daquele caminhão carregando 1.200 litros de combustível inflamável. Você tenta, mas ela simplesmente não liga mais. As duas últimas coisas que você vê são a sua vida inteira passando na frente dos seus olhos, e a mensagem “side stand” no seu painel.

E tudo isso só porque entrou sujeira no sensor do seu descanso lateral.

O sensor do pezinho da HD (ou jiffy stand sensor), nada mais é do que um sensor que utiliza um campo “magnético” para saber se o pezinho está ou não abaixado. Na maioria das motos ele é apenas um interruptor, mas a HD decidiu usar um sensor hall pra complicar.

Por ser magnético, ele tende a atrair detritos, pequenos pregos e outras porcarias. E quando ele fica muito sujo, tende a achar que o pezinho está sempre abaixado. Nesse caso, a moto apaga e a mensagem “side stand” aparecerá no odômetro. Se o sensor pirar com a moto em movimento, é provável que a moto não apague, mas todas as luzes espia começarão a piscar no seu painel (caso a moto tenha um). A solução? Limpeza.

Como limpar o sensor do descanso lateral da HD

1) Deixe seu cão entretido com alguma coisa. Se ele for como o meu, vai querer lamber a sua cara assim que você estiver com ela embaixo da moto.

2) Desconecte o pólo negativo da sua bateria. É sempre bom fazer isso antes de mexer em qualquer parte elétrica para evitar dores de cabeça. Coloque uma fita isolante ao redor do terminal para evitar que ele encoste acidentalmente na bateria.

3) Localize o sensor da foto abaixo. Ele está preso por um parafuso sextavado, próximo ao encaixe da mola. É uma peça preta, no formato de um buraco de fechadura.

4) Retire o parafuso com a ajuda de uma chave de 3/8. Evite a tentação de usar ferramentas com medidas métricas, use a medida em polegadas. A diferença entre algumas das ferramentas pode ser pequena, mas é o suficiente para arredondar a cabeça dos parafusos. Lembre-se que a moto foi construída em um país que nunca adotou o sistema métrico. Poucos dos parafusos de uma HD são em milímetros.

5) Depois de retirar o parafuso, é só desencaixar o sensor do berço onde ele fica. Cuidado com o cabo, um mal contato nele só vai piorar a situação. Como você pode ver, esse pouco de detrito aí da foto foi o suficiente para fazer a minha moto parar de vez.

6) Agora é só limpar o sensor. Eu uso WD-40 e depois retiro o excesso com um pano macio.

7) Agora é só recolocar o sensor no lugar. Pronto, não requer prática e nem habilidade.

Em breve, farei um post mostrando como fazer um circuito open source criado pelo Porcão da Pigster, que desativa esse sensor de vez.

19 ideias sobre “Limpeza do sensor do descanso lateral”

      1. Resistor de 1k fazendo a ponte no chicote. É só seguir o cabo até onde ele tem uma conexão com o chicote, desconecta-lo e remove-lo, e onde ele estava colocar esse resistor de 1k fazendo a ponte entre os dois terminais.

  1. Gostaria de deixar um agradecimento pelo post, minha Dyna estava com esse problema da sujeira e achava que era um bicho de sete cabeças esse procedimento. Aproveitei o feriado pra fazer a limpeza. Muito simples e rápido. Valeu!

  2. Minha XL 1200 parou ontem com esse problema e já ia levar à autorizada. Para melhorar, a bateria arriou e que saco desligar os cabos a cada reparo né? Tem como colocar uma chave, ou retirar o maxfuse dá no mesmo? Gostei da escala do grau de dificuldades, mas quanto mais cerva, o trabalho pode ficar mais difícil e esquecer algum parafuso fora…ótimas dicas. Valeu!

    1. Tem gente que diz que retirar o maxifuse basta na hora de mexer na moto.

      Eu faço dessa forma porque é como o manual de serviço indica.

      Mas se for só para limpar, tirar o maxifuse basta.

  3. Boa dica,

    A minha só tem morrido na lenta, eu já troquei a bateria, a moto pega beleza, só que ela só morre estando em lenta e a mensagem “side stand up” aparece, ainda não efetuei a limpeza, mas será que é só sujeira mesmo ? Sou de brasília e já pesquisei o preço do cabo com o sensor e o mesmo sai por R$ 364,00 conto….

    Obrigado.

  4. A minha Iron 883 2013, está com 4mkm, ficou parada uns 30 dias e agora bato na partida, ela pega mas logo morre, volto a dar partida e ela pega e logo morre, o que poderia ser ?

  5. Bayer, o post é velho mas não posso deixar de comentar.

    Hoje de manhã fui sair com a moto e ela não ligou (é uma 883R 2009 a minha Shadow 600 está a venda), em neutro apareceu a mensagem de “Side Stand” no painel. Tentando ligar acenderam todas as luzes do velocímetro de uma vez.

    Levantei o pezinho, apertei o botão de start e consegui dar partida e vim trabalhar com ela funcionando normalmente, exceto, o pisca traseiro direito sem funcionar (pelo que li o sensor de tombamento também é responsável por controlar os piscas, nao sei se procede).

    Já estava quase levando na oficina (porque está na garantia) mas vi esse teu post aqui.

    Também pensei na bateria, mas medi recentemente e ela está com carga máxima.

    Acho que você vai me salvar de uma Sra. dor de cabeça e ter que ficar sem moto por uma coisa boba.

    Obrigado.

      1. Fala Bayer,
        Comprei a chave. (junto com um jogo de allen em polegada que vi que vou precisar a qualquer hora) conferi se ainda tinha WD na lata e fui arrancar o tal do sensor para limpar.

        Tava limpo, sem uma sujeira sequer. (e olha que recentemente fiz uma viagem ida e volta para Santa Catarina com ela)Medi a bateria de novo e, no talo!

        A seta que tava dando pau, foi só a lâmpada que queimou, 1 chave de fenda e R$ 1,50 revolveu. Então não tem relação.

        Então só me resta crer que é o próprio sensor de tombamento que está de lua. Em conversa com um amigo, ele disse que colocar um resistor de 1k na tomada do sensor o anula, resolvendo o problema.

        Xeretando achei esse video: h t t p s : / / w w w . youtube.com / watch?v=uInUwa9hacs e aparentemente é só isto mesmo, vou fazer isto no final de semana e ver se funfa. Só não entendi se ele arranca fora o sensor de uma vez ou deixa ele na moto.

        Mas como disse para meu colega, vou analisar isso com calma, sou um quadrupede para elétrica e ainda tenho aquela “mão sexy” com tendência a f*der tudo eheheheheh

  6. Excelente! o Bayer escreve com talento, o boxer é de uma ajuda e tanto, a minha fica no orelha…cara vc tirou um motoqueiro do pulgatório, limpei a conexão, separei os fios achei que era excesso de calor, tentei relacional com tempo de viagem, já tava pra agendar a revisão na revenda qdo decidi procucar, fui direto nos sites do Uncle San, mas aqui foi direto na veia…muitíssimo obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *