Projeto Harley Nova (ou a verdadeira V-Max?)

Apesar de ter mais de um século de tradição, a Harley nunca foi uma fabricante que revolucionou o mercado. Mas na década de 70, a Harley engavetou um projeto que poderia ter sacudido o status quo: uma motocicleta com motor V-4, de 135hp, com refrigeração líquida, com o codinome “Nova”.  O projeto sempre esteve envolto em uma névoa de segredos, e só recentemente a Harley decidiu abrir seus arquivos para que o público soubesse mais sobre a história dele.

O projeto Nova surgiu em 1976, em uma reunião para decidir um plano de 10 anos para o futuro da empresa. Lá, foi decidido que a proliferação das motos de alta tecnologia vindas de outros países, e a sua ampla aceitação pelos motociclistas americanos, precisava ser combatida com mais do que uma simples reformulação do motor Shovelhead da época.

Por isso, os engenheiros foram divididos em dois projetos: um grupo, trabalharia no aperfeiçoamento dos motores Shovelhead e Ironhead, e que acabaria gerando o motor Evolution. O outro, desenvolveria o projeto Nova, cuja a missão era agradar aos motociclistas que estavam em busca de performance, o que poderia ampliar o mercado da Harley internacionalmente.

Infelizmente, a fabricante não possuía recursos suficientes para ambos os projetos, por isso o desenvolvimento do motor do projeto Nova foi terceirizado para a… Porsche. Como a história tende a se repetir, décadas mais tarde a Harley procuraria novamente a Porsche, dessa vez para desenvolver o motor Revolution para a V-Rod.

E assim como na V-Rod, Willie G. quis esconder o radiador, e a solução foi coloca-lo sob o banco. Com isso, duas entradas de ar precisaram ser colocadas ao lado do tanque para se encarregar de levar ar fresco até ele. O motor recebeu aletas e pode manter o visual refrigerado a ar das Harleys.

Entretanto, após uma mudança de direção da AMF, que controlava a Harley na época, o projeto foi cancelado por ser considerado arriscado. Isso se tornou um dos catalizadores para que a “Guangue dos 13”, encabeçada por Willie G., decidissem reassumir o controle da fabricante, comprando a parte da AMF.

Apesar de acreditarem no projeto, a “Gangue dos 13” assumiu uma companhia cheia de dívidas, enfraquecida e que precisava se reeguer imediatamente. O projeto Nova era considerado um plano de longo prazo, enquanto que o novo motor Evolution era dinheiro na certa. E, mais uma vez, o projeto Nova foi abandonado.

Menos de cinco anos depois, a Yamaha lançaria uma moto que seria um dos seus maiores sucessos da história. Uma moto que se tornaria um fenômeno de vendas, agradando tanto ao público americano que gostava das cruisers, assim como os sedentos por desempenho. Ela foi imediatamente eleita a moto do ano, e até hoje é considerada um clássico.

A moto, estranhamente similar ao projeto Nova, com seu motor V-4 de refrigeração líquida, se chamava Yamaha V-Max.

Nova protótipo de 1980.
Yamaha V-Max 1985.

 

4 ideias sobre “Projeto Harley Nova (ou a verdadeira V-Max?)”

  1. Sugiro que Harley faça melhorias na 1200 CB que é ótima, mas precisa ter um tanque maior, esconder os cabos e fios, melhorar os amortecedores, colocar rodas com pneus de maior bitola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *