A estratégia da Indian continua

Jaqueta IndianPoucas empresas conseguiram gerar tanta expectativa no mercado como a Polaris está fazendo com o relançamento da Indian. Para nós brasileiros, cuja a Harley ainda é uma moto considerada de “luxo”, não faz tanta diferença. Aqui, mais de 80% do mercado está nas mãos da Honda, em grande parte com a venda de motos de baixa cilindrada.

Não é a realidade dos EUA, onde eles são donos de 47% do mercado, faturando US$ 18 bilhões. E mesmo com a crise, eles foram capazes de crescer, atraindo compradores mais jovens e mulheres, que até então eram negligenciados pela marca.

Por outro lado, as críticas vindas dos motoqueiros de longa data não param de crescer. O atual HD lifestyle virou quase um clichê, e muitos americanos só não abandonaram a marca do bar and shield por ela ser uma marca local. O buy american é um tendência muito forte da população, ainda mais em tempos de crise, onde fábricas levam os empregos deles para o exterior.

É por isso a Indian continua fazendo seu teaser de lançamento focando na liberdade de escolha para quem quer comprar um produto feito nos EUA. Atualmente, a escolha fica limitada entre a Harley e a Victory (da mesma dona da Indian), mas a segunda não atrai o mesmo público. Ela tem tido mais sucesso em arrancar quem iria comprar uma cruiser japonesa de luxo do que uma HD.

Já a rivalidade entre Indian e Harley é histórica, remonta desde o princípio do motociclismo, e pelos anúncios, dá para ver que a idéia da empresa é reancende-la de vez, posicionando a Indian como a marca para os motoqueiros de coração, e não para os fantasiados de pirata de final de semana.

Essa briga promete. Infelizmente, é uma briga que vai demorar até chegar por aqui, ou vai chegar custando o dobro do que vale.

4 ideias sobre “A estratégia da Indian continua”

  1. É uma pena não chegar tão cedo aqui. Competição sempre é bem vinda, ainda mais no Brasil, onde a exploração das montadoras parece não ter limite.

  2. Cara, me lembro de folhear umas revistas TATTOO gringa no inicio da década de 90 e nelas ver um monte de fotos de convençoes, e ver alguns motoqueiros com patches com o Bar and Shield de ponta cabeça, não entedi nada….Anos depois fui entender, alguns já estavam de saco cheio da HD e suas frescuras, e olha que lá nem é marca do segmento “luxo”como aqui no Brasil….
    Infelizmente essa guerra não vem pra cá.nem Indians e nem Victorys, mas até aqui já está enchendo o saco mesmo deste monte de cliches, principalmente num certo shopping aqui em SP….

  3. Ah…o comentário que vc fez no meu blog do post “DETALHES” eu ri muito…..
    Fiquei imaginando a cena de uma tiazinha de 90 anos bordando aquilo e marcando horários diferentes pros caras virem pegar, e quando forem pegar sentam com a tia na sala e tomam um café com biscoitos ahahaahhaahhaaaah e falando: Nossa a senhora se superou nesse hein? e a vida como anda? ahahaahahahahaahahhaaahah

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *