Dicas de pilotagem: contra-esterço

bagger na curva
Com treino e cuidado, qualquer moto é capaz de fazer curvas fechadas com segurança, como na foto acima.

Em primeiro lugar, quero dizer que este artigo não vai ensinar você a fazer o tal “contra-esterço”. Ao contrário de muitas publicações, que parecem mais confundir do que ajudar na hora de tratar esse tema, eu não vou perder um segundo explicando como você deve fazer. E o motivo é muito simples: você já faz o contra-esterço.

Talvez você não saiba usá-lo da melhor forma, ou talvez nunca tenha percebido que você já o faz, mas pode ter uma certeza: todo mundo contra-esterça a moto, queira ou não. E esse é o motivo deste artigo, ajudar você a usá-lo ao seu favor.

Mas o que é contra-esterço?

Não vou entrar em detalhes sobre as leis da física, porque o Google aqui vai explicar tudo o que você precisa saber sobre elas. Mas na prática é bem simples: em baixa velocidade, para virar a moto para um lado, basta virar o guidão para aquele mesmo lado. Mas quando você começa a ganhar velocidade (em torno de 8km/h), as leis da física resolvem brincar com você e te obrigam a virar o guidão para o lado oposto da curva. Isso é o que se chama popularmente de contra-esterço.

Se você nunca reparou que isso acontece, pode ir pegar sua moto lá e dar uma volta para testar. Eu espero.

esperando 1

O que deixa algumas pessoas confusas, é que o contra-esterço não fica tão aparente durante todo o raio da curva, mas só nos momentos em que você tenta inclinar a moto. Depois que ela já deitou, e você mantêm a inclinação estável, o pneu parece se estabilizar numa posição mais natural. A figura abaixo explica bem o fenômeno:

contra esterco

E essa é a razão de existir tanta gente que acha que “contra-esterço“ é só uma técnica diferente de se fazer uma curva, quando na verdade ela é a única maneira de se fazer uma curva, do contrário a moto não inclinaria.

Blá, blá, blá. E como isso me ajuda?

Ajuda demais da conta, sô. Ainda mais nas motos custom onde você não tem lá muito apoio para usar o peso do seu corpo como pêndulo nas curvas, especialmente para quem tem seca sovaco e comando avançado. E se você acha que isso é coisa de Jaspion, certamente você é novo aqui no blog e não sabe que eu defendo que todo mundo deveria saber pilotar bem sua moto, seja qual for o estilo, como dito aqui.

A técnica

Agora que você já sabe que o único jeito de fazer uma curva é virando o guidão para o lado oposto da curva, você está pronto para aprender a técnica que pode transformar você em um Valentino Rossi. Ou não…

Brincadeiras à parte, a técnica é tão ridiculamente simples e eficiente, que já vi pessoas que tinham dificuldade em fazer curvas fechadas, tomando um susto ao raspar as pedaleiras logo nas primeiras vezes em que a tentaram (tchau, tchau, chicken stripes). Por isso, peço muita cautela ao tentar pela primeira vez.

contra-esterco

Da próxima vez que você for fazer uma curva, faça um esforço consciente para empurrar o guidão para fora, pressionando com a palma da mão, para o lado oposto da curva que você quer fazer, enquanto deixa a outra mão relaxada.

Parece complicado, né? Mas na prática é simples.

Quer virar para a esquerda? Então pegue a sua mão esquerda e empurre o guidão suavemente pra fora, que a moto vai rapidamente se inclinar e deitar. Nesse momento é muito importante deixar a mão direita completamente relaxada, apenas segurando o guidão levemente. Você vai ver como é necessário fazer bem menos força para inclinar a moto, e que ela vai responder mais rápido que o normal.

Isso acontece (entre outros motivos) pois você faz melhor uso do efeito giroscopico quando empurra o guidão para o lado que você quer que a moto deite, e não puxando para o lado oposto, que é a nossa reação instintiva. Ah, nunca reparou que talvez você faça isso? Então vai lá de novo na sua moto pra ver. Eu espero.

esperando 2

Viu? Mas não esqueça que é muito importante manter a outra mão relaxada, assim você não corre o risco de sabotar a técnica, pois usando as duas mãos ao mesmo tempo a tendência é uma impedir a outra.

É obvio que, para se fazer uma curva perfeita, existe muito mais coisas envolvidas, como controle da aceleração, posicionamento. Mas se você não estiver familiarizado com o contra-esterço, e não souber aproveitar todo o potencial dessa técnica, de nada adianta passar paras as próximas.

Que, como sempre, serão o assunto do próximo post.

Reveja as dicas anteriores:

Aula 1: A importância do olhar.
Aula 2: Equilíbrio em baixa velocidade.

34 ideias sobre “Dicas de pilotagem: contra-esterço”

  1. Cara……….
    Nao é a primeira…nem segunda….nem terceira vez que vejo esta informação, e mais uma vez me repito NAO FAÇO ISSO durante as curvas. Parei pra notar umas 500 vezes, e nada de contra esterço…ja pilotei motard, trail, uma custom com guidao original, e atualmente tenho um seca respeitavel.
    chequei as chicken stripes da motoca…meu pneu é bem utilizado…adoro raspar a pedaleira da motoca.

    =/

    1. Até acredito que você não perceba, muita gente mesmo tentando prestar atenção não vê o efeito. Mas não fazer é uma impossibilidade física, as forças que atuam sobre um giroscópio são imutáveis. Assista ao vídeo no final, que explica como a roda é como um giroscópio.

      Não é uma opinião, é um fato científico. Reclamações com o sr. Isaac Newton… Hehehehe.

        1. Você não é o primeiro a dizer isso, Tony. Mas acho que é uma questão de sensibilidade, cada um tem um nível diferente.

          Tem até um caso engraçado, onde um cara escreveu pra Cycle World dizendo que contra-esterço não existia pois ele não o sentia. Até hoje em dia a Cycle recebe cartas de outros leitores tentando explicar pro cara que ele existe: http://www.cycleworld.com/2012/07/23/land-of-the-lost/

          Mas como você disse que consegue fazer as curvas perfeitamente, até raspando as pedaleiras, você sentir ou não, acho que nem é tão importante, já que você chega no mesmo resultado.

          Abraços!

          1. Cara, use uma seta direcional no guidão e faça uma escala no painel, tipo -3-2-1-0-1-2-3… A seta vai passar pro cima dos números, mais ou menos como no vídeo do Keith Code, Twist.of.the.Wrist. depois coloque uma cam no capacete e vai ver direitinho o que acontece! É batata o contra esterço

          2. Cara…realmente agora eu entendi o pq eu nao sentia o tal do Contra esterço…pq eu Utilizo a cintura e faço força mais com os pedais, numa moto de 150 180 Kg, é tranquilo….mas esse fds eu fiz um bate e volta até Pouso Alegre MG, numa HD Xl 1200 Custom…..e cara…….cansei, dai eu percebi q realmente é util numa moto com mais peso….ainda mais com garupa! De qualquer maneira, é bem simples mesmo, só um empuraozinho aqui…ou como faço as vezes, puxo o guidao…em fim, vlw, agora sim entendo o contra esterço.

            deveria ter sido enviado 08/10/2013

        2. Pega uma chopper pra pilotar que vc vai entender, mas pega uma com angulo de caster bem baixo e pneu bem largo >240 na traseira… se vc não fizer o contra esterço e sustentar ele, a motoca vai só pra frente.

      1. Na vdd pelo q percebi da pra fazer a curva sem virar ao contrário mas o cara tem q deitar a moto com bem mais esforço e tem que fazer a curva mais devagar. Com o contra a moto deita sozinha e daí fica bem mais facil.

  2. Bayer, comentei no seu ultimo posto de dicas de pilotagem que eu havia pegado minha habilitação e que comecei a pilotar à pouquissimo tempo. Quando você recomendou o livro “A Twist of the Wrist” logo procurei na net e comecei a lê-lo, li sobre o contra esterço e logo quando saí de casa após a leitura fui fazer o teste numa curva do meu trajeto para o trabalho, curva essa que em nenhuma vez consegui faze-la corretamente, pois acabava abrindo demais, mesmo sem acelerar ou frear. O Resultado? Curva perfeita, fechada e estável. Só tenho a agradecer! Continue com os posts FODASTICOS.

  3. Tomei conhecimento do contra esterço nos áureos tempos do motonline, quando o Tite escreveu sobre isso. Na época tinha uma Fazer 250 e uma GS500, motos mto leves e ágeis, eu treinava o contra esterço mas com aquelas motos parecia q não precisava, era só jogar p onde queria ir e pronto.
    Já c a Harley meu irmão, é outra conversa! Moto mto pesada q gera mto inércia e p por a motoca a tempo no traçado q vc escolheu só mesmo usando essa técnica, acho q p uma pilotagem um pouco mais rápida em Harleys ou motos pesadonas no geral só mesmo assim. E é mto perceptível, com atenção dá p ver até o guidom deformando na hora da puxada.
    E p variar mas um exelente texto, thanks OD!

  4. Bayer, mais um excelente post….essa é mortal, cara…mudou completamente a minha maneira de pilotar… Ao meu ver, essa técnica e a de olhar pra onde se quer ir, são fundamentais…e quando aplicadas mudam rapidamente a habilidade com a moto.

    Parabéns e vamos aos próximos post sobre pilotagem!

    Abs

    1. Fico feliz! A do olhar eu tento ensinar para o máximo de pessoas possível, mas ela é tão simples que muita gente nem tenta achando que não faz diferença. Mas é uma das mais importantes que tem, tanto que é a primeira aula da superbike school.

  5. Eu uso muito o contra esterço, sinto muita segurança usando essa técnica, sua explicação está excelente, quanto menor o angulo do caster maior é a necessidade do contra esterço.

  6. cara fiquei muito feliz em poder deitar minha moto, hoje 2 da manhã eu tentei fazer e deu certo com minha custom, mais um tempo de pratica indo pra casa me deixou confiante, virei para direita deitando a moto, quando fui virar a esquerda só ouvi um barulho. placa lateral amasso no asfalto e quase fui pro chão.Pelo visto vou ficar um tempo com chicken stripes do lado esquerdo até eu colocar a placa pra cima, mt obrigado pelo post

  7. Meu que droga não ter descoberto esta página antes rsrsrs, li os posts de pilotagem e parece mágica rsrsrsrs to curvando e andando no corredor que só rsrsrsrsrs, antes para chegar ao meu trabalho gastava uns 35 a 40 minutos, consegui reduzir este tempo para 27 a 30 minutos, eu acelerava nas retas e quase descia da moto e empurrava ela nas curvas de tanto que eu reduzia a velocidade rsrsrs, hoje , baixo uma marcha e vo que vo raspando o comando avançado no chão, nos corredores de SP, parecia um pato com os dois pés no chão e os motoboys buzinando que só na minha orelha, isso é o poder da informação, quando a temos tudo muda, tipo “matrix” o filme rsrsrsrs só tenho que agradecer ao Bayer // Old Dog por ter me apresentado a pílula vermelha rs.
    abç

  8. muito bom blog, assim como os comentarios, geralmente encontramos na net sites que falam bastante sobre modelos de motos, mas nao sobre a pilotagem em si, o site é realmente muito util,,parebens

  9. Já desci a anchieta a 120 150 km/h só no contra esterco quando cheguei la em baixo só ouvia um som: coração batendo dentro do capacete pena não ter filmado!

  10. Tento ensinar isto a todo tempo aos meus pares de MC, Pois aprendi no curso CETH da Honda em Indaiatuba, mas alguns simplesmente tem medo de faze-lo e ai atrapalham o pelotão inteiro nas curvas, my god.

  11. Comprei minha primeira moto ainda sem aprender a pilotar. É, eu sei, parece estranho. Mas me apaixonei por moto custom e fui atrás do sonho. Tive uma aula com amigos de um MC e agora começarei a aprender na minha Shadow. Muito obrigada pelas dicas. Estou atrás de toda informação que me deixe mais consciente da boa pilotagem.

  12. O contra esterço é muito útil mesmo em reta, pois vc consegue desviar de obstáculos que estão muito próximos, e em curvas quando você perde a trajetória , consegue corrigir , é como um quebra asa!

  13. É uma manobra importante, me obriguei a aprender logo que comecei a sair pra estrada. E pra quem não acredita na eficacia, recomendo pesquisar no youtube um vídeo chamado Motorcycle Counter-steering, o nome do canal é HubCityMusicDotCom (explicações em inglês). O vídeo mostra um cara tentando desviar um caminhão, quando mais ele puxa o guidão pra direita, mais vai pra esquerda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *