Olhe para onde você quer ir, e não para o que você quer evitar

547513_583539131693674_2019360179_n

Um exemplo extremamente radical, mas que ilustra bem o que foi discutido no post “A importância do olhar”.

Para quem não conhece, essa é uma cena de uma corrida em um circuito oval de terra. Nessas competições, as curvas são feitas na maioria das vezes de lado, com a moto derrapando completamente. Nessa cena, o piloto está derrapando no sentido da curva, mas olhando para a próxima entrada antes da reta, tentando retomar o controle.

2 ideias sobre “Olhe para onde você quer ir, e não para o que você quer evitar”

  1. Passei a usar essa técnica depois que li no blog. É impressionante a capacidade de pilotar “com o olhar”. Cada vez mais estou utilizando e sempre me forçando a utilizar.
    A técnica do contra-esterço eu já havia notado com a Fazer um tempo atrás.
    Com a sporty venho fazendo várias curvas inclinando bem.
    Como diz um amigo meu, daqui uns dois anos de prática eu devo ficar bom.
    Abraços,
    Mauro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *