Inspiração Baixo Custom: Sukuki GN250

Scrambler

A Suzuki GN250 é nada mais nada menos do que a nossa Suzuki Intruder 250, que por sua vez é praticamente gêmea da Intruder 125. Na gringa, tem aparecido diversos projetos no estilo Baixo Custom para transformá-la em uma moto estilosa para o dia a dia, especialmente para as grandes cidades, cada vez mais congestionadas.

A moto dessas fotos foi feita pela Inglorious Motorcycles da Inglaterra, usando uma Suzuki GN250 1993 como base. Sob o nome de Scrambler (apesar de estar bem mais para uma Brat Style), está à venda por £4.800 (em torno de R$17.000).

IMG_4869
IMG_4876
IMG_4884
IMG_4894

14 ideias sobre “Inspiração Baixo Custom: Sukuki GN250”

  1. Aqui no Brasil também existe uma cultura forte de modificação da intruder 125 e 250. Eu mesmo tenho uma e já mexi muito nela, me arrisco a dizer inclusive, que a intruder é a moto que tem a maior cultura custom do brasil, pois é uma moto robusta, dificil de quebrar, e de fácil manutenção, claro, tem baixa potencia por ser 125 ou 250, mas é o que condiz com a realidade Brasileira. Eu mesmo sou um biker pobre, e me admiro cada vez que vejo uma intruderzinha Chopper, Bobber, Café, e tantas outras ramificações de custom que é possivel fazer com ela. Abraço.

    1. Bom… como aqui no Brasil é muito difícil ter acesso a algumas coisas e o poder aquisitivo nem sempre é favorável, a intruder se encaixa bem nesse perfil e padrão, tenho uma intruder 125 transformei ela numa bobber, mas ainda tem umas coisas pra mexer nela mas o espírito de biker é o mesmo de qualquer outro biker do mundo sou um biker(motoqueiro) pois acho motociclista meio modinha….aprendi isso com mau pai um velho biker que me incentivou mas é isso biker é biker em qualquer lugar do mundo não importa a marca cilindrada ou poder aquisitivo o que conta é o espírito!!!!

      1. Essa e outras motos de baixa cilindrada ficaram lindas, com criatividade e talento dá para fazer lindas motos…mas o problema ainda aqui no Brasil é o preconceito, principalmente vindo da galera mais velha e com certo poder aquisitivo que acha que motos de verdade são de 1000cc para cima e colocando acessórios “originais” do dealer, uma pena porque quem sai perdendo com isso é a cultura biker brazuca

        1. Eu tenho andado com uma Burgman 125, toda ralada, que era de uma amiga. Eu vou fazer um post sobre isso em breve Digital. Vi coisas bizarras andando com essa motinho.

  2. Tenho pensado muito em fazer um projeto com a intruder 125. Curto muito as brat e tracker e a XR para o uso diário tá muito pesada. Adorei o projeto acima! Andaria fácil numa dessas!

  3. Eu não curto o tanque mais “elevado”. Acho que pra mim, a ideal seria uma CG Bolinha, uma Yamaha! ou, se encontrasse a Suzuki GT 180. Essa sim seria perfeita pra uma Brat ou Café! :-)

  4. Animal, curto muito este estilo nas motos de baixa cilindrada, ainda queria fazer uma CB Cafee Racer, sonho…mas faria FÁCIL uma intruder! Deixar o motorzinho dela preto fosco foi um toque que deixa ela mto mais oldschool que os prateadão q tem hj…bom gosto!

  5. Cara Muito foda !!!!

    O grande problema não é nem tanto a falta de grana, pois sempre damos nosso “jeitinho, no improviso”.
    O grande vilão aqui são as leis, todos mexen nas motos.
    Mas venha pra Sorocaba e passe no camando pra voce ver, não tem choro que te livre os cara são muito chatos .
    A ponto que aprender a moto. É muito complicado rodar em paz (Não que a minha não esteja completamente modificada, mas é um transtorno ter que convencer os homi liberar pra não tomar multa)

    Abrs!

  6. Cara… Q saudade da minha Truda 250!
    Olhando essas fotos até bateu uma nostalgia.
    A moto q mais “fucei” foi justamente uma Intruder 250 ano 1999.
    Transformei com estilo e bom gosto, troquei a cor, p q ela era horrível nas cores vermelha e dourada original d fabrica, passei p preta com detalhe em azul escuro profundo nas laterais do tanque, criei umas pedaleiras avançadas q deveria ter patentiado d tão lindas q ficaram, a galera das Intruder 125 até hj copia!
    Egendrei um guidão um pouquinho mais alto (CB 400 custom), pneus Michelin Pilot Sporty, sissi bar p levar a Patroa com estilo, piscas cromados redondinhos (p q os quadradões dela são tenebrosos), placa na lateral, sinaleira traseira beeeemmm menor d q aquele caixão de defunto q a Suzuki inventou e voilá! Baita moto, guerreira… Tive q vender p q a Suzuki (JTA Brasil) massacra demais seus clientes no Brasil, não há peças, qdo se encontra, são muito, mas muito caras! P ter uma idéia, gasto neos em manutenção da Harley (XL 1200 Custom) d q gastava com a Truda! Além disso, não há no mercado nacional opçoes de custom’s de média cilindrada p galera poder crescer aos poucos… Na grnga tem GN 400 e outras opções da Honda, Yahamaha, etc… Aqui tive q saltar p Drag Star 650, p isso investi mais do 300% do valor da Truda! Hj rodo de HD, mas morro de amores pela Intruder 250. Moto charmosa, cheia d estilo e dura na queda. Ainda vou comprar uma p Patroa começar a rodar…

  7. E esses pneus?? Cara, estou começando nesse ramo (vulgo, pensando em tirar carteira de moto) e me amarrei nesse projeto. Mas por mais que eu tenha visto esse pneu sendo usado em trocentos outros projetos, ainda não consegui achar o mesmo aqui em terra brasilis… alguém poderia me ajudar com o modelo delas ou mesmo um link para um site que comercialize?

    Desde já, agradeço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *