Carta aberta aos leitores do blog

Screen Shot 2014-10-10 at 2.55.31 PM

De uns tempos pra cá, é cada vez mais comum eu receber em posts antigos (especialmente os do tempo em que a Izzo representava a Harley) comentários apaixonados de proprietários de HD defendendo a Harley, como se o Old Dog Cycles estivesse em algum tipo de cruzada contra a Harley.

A maioria dos leitores aqui entende o blog, mas acho necessário fazer uma ressalva para quem acompanha há pouco tempo.

Caso não tenha ficado claro, este é um blog voltado para Harleys, Bobbers, Choppers, antigas e Cafe Racers. Recentemente, as BratStyles e o Baixo Custom entraram na pauta.

Dentre eles, o mais discutido aqui, com mais de 1.000 posts contabilizados, é a Harley-Davidson. E isso acontece justamente porque eu, Bayer, o responsável por esta porra aqui, sou proprietário de HDs há mais de 10 anos. Ando de moto há 21 anos, tenho carta há 18, e desde que comprei a minha primeira HD nunca mais deixei de ter uma na garagem. Aliás, teria tido uma antes se a minha condição financeira permitisse.

Ando com outras marcas, testo motos, uso uma scooter, assisto corridas, mas meu coração sempre volta para o V2 refrigerado a ar de Milwaukee. Venho de uma família americana, que inclui veteranos da Segunda Guerra Mundial, então o mundo das HDs, Indians, Motoclubes e afins sempre correu muito forte em minha veias. O american made sempre contou sim, pontos a favor nas minhas contas.

Mas ser apaixonado pelos modelos, pela engenharia, pela história e tradição de uma marca, a ponto de levar isso para o meu estilo de vida e me fazer gastar muito do meu tempo livre trazendo informações para outros apaixonados, não é o mesmo que ser cego e não enxergar os problemas de pós venda, especialmente de uma marca que se posiciona como Premium no Brasil.

Como um executivo da própria HD me disse uma vez: “É complicado trabalhar aqui, pois os clientes se consideram os guardiões da marca e do que ela representa.”

No Brasil, por causa da cultura do futebol, as pessoas tendem a “torcer” pelas coisas. Um time pode ser péssimo, mas ai de quem falar mal. Um partido pode ser corrupto, mas ai de quem falar mal dele. É preto e branco, branco e preto.

Mas o mundo é feito de tons de cinza. E apesar de eu ser completamente apaixonado por motos, e ter um grande carinho pela Harley, eu não vou virar “torcedor”. Vou sim criticar o que está errado, e elogiar o que está certo.

Afinal, quem me culpa de criticar a HD, esquece quantos posts foram dedicados às novas ideias da empresa, como a linha Street e LiveWire, ou explicando a tecnologia e contando importância histórica dos modelos da marca. Quantos novos proprietários não vieram me contar pessoalmente, ou nos comentários, como eu ajudei eles a entrarem nesse universo. Sem falar que foi aqui que surgiu o post “Vamos esclarecer algumas coisas“, que volta e meia é postado nos fórums de Harley e Customs quando surge uma discussão sobre a marca.

Muitas das análises que faço sobre aqui sobre o marketing da Harley e outras marcas, não são críticas negativas, são análises. E elas são feitas por uma pessoa que trabalhou por muitos e muitos anos nessa área, e esteve do outro lado da mesa em reuniões que envolviam estratégias de muitas das marcas comentadas aqui. Sem falar que eu conto apenas o que qualquer profissional envolvido na área está careca de saber…

A Harley mora no meu coração. Tento não focar apenas nelas pois o mundo do motociclismo e da customização é muito maior do que isso. Mas esperar que eu seja como várias publicações da grande mídia, e ser chapa branca, só elogiando, não faz sentido. Ainda mais quando tudo o que rola aqui, sai do meu bolso, sem patrocínio de nenhum fabricante de motos.

Como disse o saudoso Aldous Huxley:

“Fatos não deixam de existir só porque foram ignorados.”
― Aldous Huxley

49 ideias sobre “Carta aberta aos leitores do blog”

  1. tags: 50 tons de bayer. (huehue) O que eu acho que fode no país é justamente esse negócio do povo fincar o pé numa posição e ficar ali jogando ovo podre em todo mundo que não está na mesma posição que ele. Tomara que isso mude um dia. :/

  2. Bayer, sempre sonhei em ter uma moto, guardei grana por 3 anos e a um ano e meio atrás comprei a minha primeira e foi uma Harley. Desde então larguei tudo, vendi carro e ela é a minha companheira fiel todo santo dia. Desde o princípio acompanho seu blog e você é grande responsável pela minha forma de pensar hoje. Continue com o trabalho que você faz, e meus parabéns.

    1. Rodrigo, eu gosto de opiniões conflitantes. O Digital Inferno foi um cara que no começo abriu meus olhos pra muitas coisas sobre o motociclismo no Brasil, assim como o Wolfmann em relação ao HOG. Hoje somos três blogs que trocam muita informação e compartilham muitas opiniões. Mas é uma discussão baseada em fatos e argumentos.

      O que eu não gosto é o famoso “Não concordo, logo você está completamente errado” que vejo bastante na internet.

      1. Bayer, muita gente acha que discutir um assunto é uma competição, que trata-se de uma guerra para convencer o outro.
        Se esse tipo de leitor passa pelo blog e não concorda com a análise, vai sempre criticar. É o torcedor.

        Por outro lado, aqui tem gente que, eventualmente, não concorda com seu ponto, mas fica satisfeito da mesma forma. Essa leitor não que ganhar, quer apenas compreender sua critica e quer que você compreenda a dele. Você mantém sua opinião, o leitor mantém a dele, e todo mundo aprende mais sobre o importa nesse blog: moto.

        Eu acho que seu blog valoriza esse ultimo tipo de leitor. Quem espera ler textos enlatados busca outro canto.

      2. Bayer, creio que poderia escolher varias formas de abordar esta discussao. O aspe to principal eh a expressao coerente, continua e longeva do seu ponto de vista. Eh uma referencia leitura muito agradavel para os amantes do motociclismo. Obrigado.

        50 tons de bayer eh, no minimo, hilario.

        Grande abraco e continue com as publicacoes.

  3. Os xiitas estão esquecendo: O foco aqui é falar de moto e toda sua cultura, pontos positivos e também os negativos.
    Esse povo precisa para com o ‘mimimi’ e andar mais de moto.

  4. Acompanho o blog direto, pelo justo motivo de que as postagens são claras e realistas, e não tendenciosas… Esta tua carta não poderia ser diferente.

  5. AAAHHH Bayer!

    Mandou muito bem!

    Até conseguiu encaixar politica sem gerar ódios.

    Acho que o melhor daqui, é realmente essa sua independencia de pensamento… de conseguir nadar na contramão e expor sua opinião sobre a Evolução de motores e modelos… enquanto muita gente por ai ainda defende que todo proprietário de HD tem que ser o “exterminador do futuro” perseguindo o caminhão.

    Mas o que o povo não entende… é que o NOVO SEMPRE VEM!

  6. Bayer,
    Só um adendo: uma análise é uma crítica. São sinônimos. É que no pt-br não temos dois termos distintos como no en: “critique” e “criticism”. O primeiro é a análise, o segundo, descer a lenha. “Crítica” pode ser uma coisa ou outra.
    Abraço, mano.

  7. Bayer, seu blog é excepcional. Concordo plenamente com o seu ponto de vista. Não importa a cilindrada ou a marca o vento na cara é o mesmo para todos nos.

  8. O Fato é que o brasileiro é um nenenzinho gay mimado… não pode ser contrariado por nada…

    O quer a marca tem de bom, tem de má gestão, vide peças que enferrujam, rolamentos xing-ling, má montagem na fábrica, mapa pobre de fábrica, escapamento das dynas que caem, amortecedores ruins, escolha de pneus mal projetados (dunlops), etc, eyc, etc…

    Não gostou do conteudo? Alt+f4 amigo e vai lá pra página do HOG…

    Manda bala que o blog é muito bão.

    Abs,

    Mazz

  9. Sempre admirei as Harleys, mas sou proprietário de uma Yamaha, pois no momento é o que está ao meu alcance, o que considero, de certa forma, muito positivo pra não me tornar um cara bitolado e entender que andar sobre duas rodas envolve muito mais do que apenas uma e/ou outra marca.

    Parabens pela posição coerente Bayer!

      1. Meu sonho, sempre foi comprar uma FAT,,,acho q sonho com isso desde que me entendo por gente e/ou conheci a moto. Contudo na época até por questão de $$$, acabei comprando a minha MID. Realmente a moto é totalmente incrivel, tendo em vista seu custo-beneficio. As peças são de ótima qualidade,e andam realmente pau a pau com uma Harley. Vejo amigos mexendo em filtros, pagando horrores por equipamentos, manutenção, enquanto eu fico com a boca e velha simplicidade da MID. Acredito que ela cumpre muito bem o seu papel, sendo uma custom de média performance e um custo relativamente baixo de manutenção. Ainda vou comprar uma Harley, e hoje, graças a Deus, mesmo podendo, por enquanto fico com a minha MID. Abraços!!!!

  10. Não entendem que pra você uma moto pode ser uma bosta, pra mim pode ser ótima.
    Não entendem que no mesmo modelo podem ter lotes bem montados e lotes podres.
    Não entendem que dentro da mesma marca podem ter motocicletas maravilhosas e outras péssimas.
    Os caras levam a coisa como religião.

    Bayer: Dê menos ouvidos. Crave suas opiniões sem se preocupar com críticas ou mimimi. Você já passou da fase de aprovação – você é algo como um formador de opinião. Se o sujeito é burro o suficiente pra não entender que uma marca é uma empresa, com erros e imperfeições, não vai ser você que vai conseguir explicar…

  11. cara, bom post. Entendo o porquê desse teu post, mas, bicho, toca ficha.

    teu post com dicas sobre como fazer curva me ajudou a mudar meu modo de pilotar e provavelmente me ajudou a não ir pro chão (ou pior) algumas vezes desde então.

    keep it up!

  12. Continue na luta! O que mais faz falta na internet são pessoas sensatas, que tenham o que dizer e que saibam escutar os outros. E aqui é um dos poucos espaços em que isso acontece. Longa vida ao Old Dog. Abraços e boa viagem.

  13. Eu quase nunca comento, mas lá vai uma onomatopéia para ti: clap!clap!clap!

    Entendo como é difícil fazer e manter um blog no nível e qualidade de informação que o seu repassa. Volta e meia passo aqui pra dar uma olhada. Te conheço pelos comentários do fórumHD, porquê nós temos um modelo de moto HD iguais (a XR) e discriminada por esses próprios paladinos da HD, usuários que se julgam donos do graal. Eu relevo. Sempre haverá motos diferentes para diferentes usuários. No final o que importa é o seu o trabalho e não desses que acham que estão comprando griffe na qual poucos podem sentar, quando a real é que muitos sentam de várias classes e cores.

    Abraço e continue com o bom trabalho!

  14. conheci o blog a pouco tempo e gostei da linha de penssamento. nos ficamos aqui no MT. e a quantidade de HDs esta aumentando. tb estou pensando no assunto.

  15. Haters gonna hate!
    Não tem jeito Bayer, tem gente que só quer saber de criticar e reclamar em vez de fazer alguma coisa útil ou construtiva.
    Fazer um blog desses dá trabalho pra caramba! O meu que ainda está bem no início já me consumiu boas madrugadas e fins de semana! Mas é muito compensador!
    Ficar criticando é sempre mais fácil, esses aí vão sempre por aí trollando na net… A gente ignora que uma hora eles vão embora! E continuamos fazendo o que gosta!
    Abraços! E keep riding!

  16. Como já diria o Limp Bizkit:

    It’s all about the he said she said bullshit
    I think you better quit lettin’ shit slip, or you’ll be leavin’with a fat lip
    It’s all about the he said she said bullshit
    I think you better quit talkin’ that shit, punk

  17. Se a galera se importasse menos com marcas, sejam quais forem, rótulos, apelidos(coxinhas, risoles, bolovos) e mimimis em geral e se preocupassem mais com o que é realmente é importante, veriam o quanto esse nosso universo é bacana, divertido e cheio de diferenças, o que o torna ainda mais interessante.
    Aliás, um comentário de um cara não tão velho(de idade) mas mais velho de guerra(em se tratando de moto): com o pessoal mais da antiga quase não tem dessas coisas(ao menos com os que tenho contato), isso tem se mostrado mais frequente com os mais “novos” nesse mundo(repare que “novos” não quer dizer idade)…

  18. Sds! Sou. Proprietario de uma jawa 47… Coloquei motor de twister…. Transformei passado em pressente ….rodo com minha mootoquinha pra todo lado..logico que não vou pro ushuaia com ela.”… E dai se é isso ou aquilo.”….basta ter bom senso……em tudo na vida…..simples assim! Continue com as suas opinoões….alias o wollfmann e o digital inferno tb….. Trincando asfalto sempre!!!!! Abç

  19. Justo, preciso, cirúrgico como sempre. Esta de parabéns Bayer!
    Tenho 38 anos, ando de moto desde os 15 e recentemente conquistei minha primeira Harley. Uma Road King. Quanto mais conheço o HOG mais acho parecido com uma dessas organizadas de futebol…triste.
    Mudando de assunto um pouco, Bayer, você poderia escrever sobre os Hipster e seu preconceito com outros motociclistas que não seguem o mesmo lifestyle? Seria ótimo!
    Abraços e parabéns novamente.

      1. Ótimo Bayer! Ansioso para saber sua opinião. Tive algumas experiências com esse pessoal, e no momento oportuno quero compartilhar com todos. Abraços e boa semana!

  20. Eu leio e posto aqui justamente pq o blog não me pareceu (e continua não parecendo) uma babação de ovo da HD.
    Se fosse, eu não lia. Na real, devido a muitos fatores, nunca paguei tanto sapo pra Harley. Nem que eu tivesse a grana (inclusive a grana pra comprar ferramentas novas) eu compraria uma… principalmente pra evitar esses harleyro chatão do cacete.

  21. Nada a acrescentar, tanto no que diz respeito à HD (moto), a HDMC (fábrica), política com seus militantes e futebol com seus torcedores.

    A independência de opinião nasce exatamente do respeito que a gente dá à opinião dos outros e como essa opinião de terceiros faz a gente pensar.

    Vou replicar no blog.

    Abraço.

  22. Não concordar com algo que alguém diz e não agredir, física ou verbalmente essa pessoa, é o que nos diferencia de chimpanzés. Simples assim.

    Eu não concordo com muito do que os meus melhores amigos dizem, nem por isso eles deixam de ser os melhores amigos, por aceitar, ouvir e debater é que eles são.

  23. Comprei a minha recentemente
    Há quase 6 meses adiquiri minha 1ª moto/HD
    uma 1200CB, linda, apaixonei, é uma delícia voltar do trabalho SEM trânsito. POrém a utilizo diariamente, não reclamo do congestionamento, as vezes, mas por exemplo reclamo e MUITO das suspensões da HD mesmo sabendo que a culpa é do país que tem asfaltos precários, o que eu penso que poderia rolar uma ‘adaptação’ para o nosso asfalto precário.
    OUTRA coisa irritante e que critico a marca por isso é uma moto no valor de 38 mil reais não ter marcado de combustível…
    No geral, adoro, não penso em me desfazer mas no futuro talvez opte por uma triumph, as quais acho muito bacana. OU quem sabe as victorys venham para o brasil…
    Só sei que HD é do caralho, só acho que a marca tem de sair do passado e se atualizar. Aliás, aquela elétrica é Animal!

  24. Tem uma música de uma banda aqui de Curitiba chamada MOTOROCKER, que diz, ETERNA PAIXÃO DE UM VERDADEIRO BIKER,,,,QUE NÃO JOGA FORA OS SEUS IDEAIS,,,E AMA A MOTO QUE TEM,,,,SEJA UM CABRITO OU UMA HARLEY,,, SEJA UMA INGLESA OU JAPONESA,,, TRICICLO OU TRACKITANA,,,NÃO IMPORTA A MÁQUINA, MAS SIM O ESPÍRITO,,,,,,

    http://www.youtube.com/watch?v=rzLgBIUhLBo

    Essa música, ao meu ver, fala simplesmente td,,,como td deveria ser,,,,Abraços meus caros!!!

  25. Como dizia um antigo chefe meu, se referindo à certas encheções de saco que eu tinha que aturar (e aturava) “teu saco é de ouro”.

    cara, eu não tenho paciência mais pra bater boca ou ter que me explicar pros outros. isso vale para assuntos de política, religião, família, e passa até por escolha de marca de moto.

    por isso que andei cortando algumas coisas e pessoas da minha vida. e é por isso que eu não tenho paciência pra escrever blog. aliás, até meu vlog tá meio abandonado (mais por falta de idéias de conteúdo).

    fico só nas fotos mesmo, gosta quem gosta, quem não gosta, paciência.

    te parabenizo por tua paciência (que eu não tenho). se invejo, não sei. kkkkk. às vezes não sei se paciência é uma virtude ou uma maldição.

  26. Ando de naked e ainda pretendo ter uma café ou uma bobber.. Acompanho o site há alguns anos e gosto muito da abordagem dos temas variados.. sem ficar preso somente ao mundo HD.. Sinceramente essa divisão de estilos ou marcas de motos ficou no passado com os Dinossauros.. abraço

  27. Disse tudo…. vc é um comunicador nato… apaixonado porem imparcial…. pois a boa informação, a informação didática deve ser feita assim….. eu sou um exemplo… prefiro uma informação honesta e objetiva que uma informação apaixonada e sem fundamento.

  28. Parabéns pelo blog Bayer, sempre que posso acompanho e admiro a valorização que se da ao verdadeiro Biker e o valor de sua moto que só quem zela por ela sabe oque é, apesar de ser novo nesse mundo sempre admirei motos e acredito na filosofia sobre a atenção que se deve dar a sua moto e a conduta que devemos ter sobre ela e sempre respeitar o transito para se respeitado, muitos se dizem motoqueiros mais não sabem a diferença de valorizar a própria moto que tem ou ao menos conhecem a própria (isso na minha opnião é o primordial), ser um verdadeiro Biker não é uma imagem, e sim um espirito e atitude que alguns nunca terão!
    ABS e continue sempre com o Blog que inspira não só a mim como a muitos a buscar esse verdadeiro espirito.

  29. Bayer, admiro sua dedicação e pesquisa na escolha dos posts, temas e assuntos, tenho HD desde 2011, sonho realizado mesmo… Ando com amigos de jaspions, brigo, discuto, defendo, mas temos que entender as diferenças.
    A brincadeira é a diversidade…

    O site ficou ainda mais irado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *