Uma Harley Knuckle Dragster e a origem da S&S

george-smith-sr-ss-harley-davidson-knucklehead2

Tem um post no excelente The Selvedge Yard contando sobre a origem da famosa S&S, que, além de peças de performance, faz muitos dos famosos “motores genéricos” de Harley Davidson (sim, eu sei que o termo não é esse, mas eu gosto de chamar assim pra simplificar).

A origem da empresa é bem no estilo do sonho americano: uma pessoa com uma boa idéia que, depois de muita transpiração, acaba criando uma empresa milionária. No caso, o fundador George Smith Sr., que comprou uma Knucklehead aos pedaços e a foi transformando, criando peças e preparando o motor tentando transforma-la em uma recordista. A moto, chamada de Tramp, chegou a bater os 244km/h em Bonneville em suas primeiras tentativas, e foi tentando superar esse número que George acabou criando as peças que deram origem à S&S.

Muitos iniciantes no mundo HD podem não perceber, mas boa parte da história da marca foi voltada para as corridas e quebras de recordes. Até mesmo estilos consagrados hoje em dia, como as Bobbers, não surgiram por causa do visual, e sim pela busca pela performance (saiba mais sobre isso aqui). Modelos como a Sportster, nada mais eram do que uma maneira da Harley criar uma Bobber de fábrica para competir com as britânicas (saiba mais sobre isso aqui).

Sim, hoje o tipo de moto que a Harley fabrica visa um público mais pacato. Mas essa visão atual é justamente o problema quando se tenta definir o que é a tal “tradição” da Harley. Afinal, o que copiamos hoje em nossas motos e alegamos ser “Old School”, naquele tempo podia ser considerado algo de ponta ou “radical”. E um passeio pacato em uma Bobber atual, em nada lembra os veteranos da Segunda Guerra apostando corridas na terra com suas Bobbers originais (lembram do começo do filme The Wild One, com Marlon Brando? É uma boa representação daquela época, discutido em posts como “Os verdadeiros Wild Ones” e “Duas Guerras, dois MCs”).

O post (em inglês) e com bastante fotos, você confere no The Selvedge Yard.

george-smith-ss-harley-tramp-bonneville

4 ideias sobre “Uma Harley Knuckle Dragster e a origem da S&S”

  1. Tem outra foto louca dele na posição “quebra recordes”. Detalhe pro “gorrinho de couro” da última foto hahahaha doidera!

    Bayer, pensei que você fosse comentar a vitória dos irmãos Marquez. Ou do Rossi que também arrebentou na última corrida. Seria animal um post sobre as promessas pros GP de 2015.

    1. Eu até pensei em falar sobre a excelente performance do Rossi nesta temporada, ou sobre novato alienígena que está um demônio, mas perdi o timing. Ano que vem vou tentar postar mais aqui sobre isso, ver se catequizo mais gente pras corridas.

  2. Sempre pensei nesse assunto. Os caras sobem numa moto velha ou antiga e assumem pra si o título de tradicionalistas. De seguir uma cultura antiga. Mas se a cultura na época era a busca por novas tecnologias, inovações, velocidade, rendimento etc… Não seria mais tradicional o cara andar numa moto moderna?!
    Aliás, como sugere o titulo do post seguinte da Husqvarna!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *