Porque nunca houve a segunda parte sobre os M.C.s 1%er?

Eu recebo constantes mensagens perguntando porque eu nunca escrevi a segunda parte sobre os M.C.s 1%er. O motivo é simples: o post era para ser educativo, baseado em fatos que qualquer pessoa do meio motociclístico dos EUA sabe. Mas ele virou um debate, e se perdeu.

Eu explico:

Teve um diretor de M.C. 1%er que me mandou um email agradecendo por eu estar educando os novatos (que era justamente a intenção do post). Mas teve prospect do mesmo M.C., que me ameaçou. Teve gente de outro M.C 1%er achando que eu tinha revelado “segredos”, e que eu tinha tido ajuda interna. E teve gente do mesmo M.C. que me disse que eu não falei nada que qualquer pessoa que anda de moto há algum tempo já está careca de saber. Na parte dos comentários o resultado foi parecido.

Tudo foi feito naquele post com a melhor das intenções, mas eu percebi que cada um estava entendendo a mensagem de um jeito diferente.

Como vocês sabem, muito do que escrevo neste blog vem do que me foi ensinado por ter crescido em uma família de origem americana, e de conviver com essas pessoas. Mas depois de escrever aquele post, e conversar com várias pessoas do meio, percebi que nós importamos algumas coisas da Kulture, só que outras não.

Por exemplo: tudo o que eu escrevi naquele post, é a primeira coisa que te ensinam quando você começa a se juntar para andar em grupo com outros motoqueiros nos EUA. Os próprios M.C.s, tanto tradicionais como 1%ers, educam os novatos para evitar brigas, e para que todos possam conviver em paz.

Por lá, absolutamente nada que está no post é segredo. Pelo contrário, é o que te incentivam a passar pra frente (que foi o que fiz).

20300072

Vou exemplificar: na gringa, quando você quer fundar um motoclube, você precisa ter autorização do M.C. dominante daquele local. Você vai até lá, conversa e diz porque você quer fundar o seu. E existem regras, que todo mundo sabe. E se você não sabe, te ensinam na hora:

1) Nos EUA, você não pode usar cores ou tipos de letras no seu escudo/patch que remetam a outros M.C.s.

2) Nos EUA, você não pode usar no seu escudo qualquer tipo de identificação de território na parte de baixo, como escrever Califórnia por exemplo. Quando você faz isso, você quer dizer que seu M.C. é o dominante naquela área, e isso vai gerar briga.

3) Nos EUA, se o escudo é dividido em uma ou três partes é algo importante também. Os escudos dividos em três partes são reservados apenas aos Outlaws. Se o seu escudo tem topo com o nome do MC, brasão no meio, indicação de território embaixo, e os três são claramente separados um dos outros, você está declarando que seu motoclube é Outlaw.

Essa é uma tradição que remonta dos princípios do motociclismo de lá, e que todo mundo respeita. Aliás, os M.C.s de forças policiais fazem questão de desrespeitar essa regra só para provocar, o que já gerou muita briga. E esse é o motivo que o criador da série Sons of Anarchy proibiu merchandising oficial com esse desenho em três partes (os coletes que são réplicas do seriado, são piratas e ele mesmo alerta que você vai apanhar se usar um por lá).

hogTodos os outros MCs usam um brasão único. Pode reparar, até a Harley respeitou isso na hora de criar o brasão do H.O.G., fazendo com que ele seja uma peça única, mesmo parecendo que são duas.

4) E o mais importante: qual motoclube é 1%er (também chamado de outlaw) não é segredo nenhum lá fora. Pelo contrário, eles são sempre claramente identificados pelo diamante com o 1%, e isso é motivo de orgulho.

O motivo dos motoclubes serem claramente identificados é simples: se o seu M.C. é um M.C. comum, ninguém vai te encher o saco. Se o seu M.C. se identifica ou age como um 1%er, os próprios clubes vão tomar conta da sua atitude e cobrar que você siga as regras deles.

E, mais uma vez, tudo isso que eu escrevi aqui é como funciona nos EUA, e não é segredo. Se você tem dúvida, procure em inglês informações de como fundar um MC, exemplos de estatutos e afins. Lá fora, tem M.C. 1%er que tem F.A.Q. sobre essas questões no próprio website deles…

Mas e como são as coisas por aqui? Não cabe a mim dizer. Minha intenção era boa, tentando educar o pessoal daqui como se faz lá fora, e evitar que um novato metido a besta arrume confusão ou desrespeite alguém. Só que percebi que nem todo mundo no meio concorda com isso, e não é meu papel ser juiz ou mediador.

Eu vou apenas respeitar, até que tenhamos um consenso. Mas a dica aos novatos ou a quem acha que isso não existe continua: bom senso e respeito nunca é demais.

104 ideias sobre “Porque nunca houve a segunda parte sobre os M.C.s 1%er?”

  1. Meus amigos. Cada um roda com o que quiser e do jeito que quiser. Ostentar o 1% não é pra qualquer um. Tem toda a responsabilidade e cobranças por ser usar. Não importa o tamanho da cilindrada, não importa a cor de cada um. O importante é rodar, ter humildade e principalmente, respeite para ser respeitado. Simples Assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *