Filmes (trash) de moto

Tem muito filme de moto bom por aí. Mas alguns são tão ruins, que chegam a ser bons. Alguns dos meus favoritos:

À Sombra De Um Disfarce (Beyond The Law)

Também conhecido como Fixing The Shadow, é um filme feito para a TV em 1992, estrelando Charlie Sheen. A história é supostamente baseada no relato de um policial infiltrado em um M.C. 1%er, que acaba ficando envolvido demais com aquela vida.

A introdução acima (com um som que não é o original do filme) já dá uma prévia dos inúmeros clichês que serão usados dali pra frente. A interpretação do Charlie Sheen é tão caricata que chega a doer em alguns momentos:

Se estiver curioso, uma boa alma colocou o filme na íntegra aqui.

Harley-Davidson & Marlboro Man

Podem chiar, já que muita gente é fã desse filme, mas a verdade é que a história é cômica de tão absurda: um grupo de foras da lei se juntam para salvar um bar das garras de uma corporação maligna, o grande vilão dos filmes dos anos 80 e começo dos anos 90.

Mesmo assim, a moto do filme é uma das mais legais e emblemáticas do cinema. Se você quiser saber mais sobre ela, recomendo este post aqui.

Os Dêmonios Sobre Rodas (Hells Angels on Wheels)

Estrelado por um jovem Jack Nicholson, o mais divertido desse filme é que os próprios Hells Angels participaram dele, incluindo o presidente Sonny Barger, mostrando muitas cenas reais de interação entre eles (e alguns quase tombos). O filme parece ter sido mais improvisado do que interpretado, com vários furos no meio do caminho. Tem na íntegra aqui.

Anjos Selvagens (The Wild Angels)

É um dos expoentes da biker-explotation, e seu relativo sucesso gerou verba para Easy Rider (Sem Destino) ser feito três anos depois. Usa e abusa dos medos que as pessoas tinham das “gangues” de moto na época, mais ou menos como The Wild One fez décadas antes.

Membros dos Hells Angels da California e dos Coffin Cheaters MC fazem diversas participações no filme.

Fúria em Duas Rodas (Torque)

Cópia barata em duas rodas de Velozes e Furiosos, mas sem nenhum carisma. A ação beira o absurso, nem videogame é tão exagerado. Se você não acredita, confira uma das cenas aí em cima.

Cavaleiros de Aço (Knightriders)

George Romero levou ao pé da letra a expressão cavaleiro de aço e fez um filme justamente sobre isso, mostrando um grupo de motoqueiros que faz torneios medievais sobre motos.

Vale pela participação especial de Stephen King interpretando um bêbado, justamente na fase de sua vida onde ele lutava contra o alcoolismo.

O grande vencedor:
I Bought A Vampire Motorcycle

Essa pérola me foi apresentada pelo Digital Inferno XV. É para ser uma comédia/ horror, mas eu acho que boa parte do humor do filme foi criada sem querer. A premissa é a mesma de Christine – o Carro Assassino, mas com uma Norton Commando 850cc no lugar, que busca vingança correndo atrás do sangue de Hells Angels.

A cena abaixo, do diálogo com um cocô, resume muito bem do que se trata.

Menção Honrosa:
She Devils On Wheels

Essa cena da decapitação é fantástica, não tenho nada a dizer.

23 ideias sobre “Filmes (trash) de moto”

  1. Grande Bayer, tem um legal também que é desconhecido, é o marcas do destino, não é exatamente sobre um moto clube, mas sobre um garoto com uma deficiência que sua mãe participa de um, vai por mim, você não perder por assistir

  2. cara, She Devils é uma tosqueira sem limite kkkkkkk The Maneaters kkkkk. Peter Fonda e Jack Nichols se deram bem nessa epoca, fizeram varios filmes. Hell Rider ate que podia aparecer nessa lista, apesar da produção, é muito “viajado”

  3. Na verdade depois de easy rider os biker movies meio que viraram moda e aposta de lucro porem ninguém apoiava dai os filmes eram muito feitos de improviso…. o próprio easy rider , a contrario do que muitos pensam, não teve muito apoio nem da própria harley que não quis ceder as motos e eles compraram motos usadas de policia e montaram, as choppers…. o construtor(não me lembro o nome) , negro morreu no anonimato…. e o cara só criou as harleys mais mitologicas e iconicas da cultura biker!!! Hoje a harley se orgulha disso… mas ná época achou ruim para a imagem da marca!!!

  4. Ahahahaah daria para fazer um Blog inteiro desses filmes, há vários a maioria do tipo tão ruim que é bom, da lista aí gosto do filme do Charlie Harper (ops Sheen) que é cheio de cliches, o Knightriders tive a (in)felicidade de ver, inacreditável.

    Voce poderia ter colocado o Dear God No, que é uma paródia desses filmes todos, com tudo aquilo que a gente “gosta”: motoqueiros malvados, violencia extrema, sexo,mulheres nuas, assassinatos, nazistas, montros, etc. e é claro tão ruim que é bom!
    https://www.youtube.com/watch?v=rHcAunRydZ0

  5. Hahaha filmes tão ruins que são bons chegam a ser melhores que muitos lançamentos. Eu venero esses filmes. Não adianta ser feito pra ser ruim, o filme tem que ter o propósito honesto de ser um filme bom.

    Um dos melhores nesse gênero, pra mim, é um que chama Miami Connection. É sobre um grupo de amigos órfãos, lutadores de tae kwon do e que têm uma banda (!) e são perseguidos por uma gangue de traficantes ninjas motoqueiros (!!!). Esse é top meu amigo, pode pa.

  6. Não tem nada a ver com motos, mas tem uma outra pérola com Charlie Sheen que eu curta muito quando muleque: A Aparição.
    Que filme louco, o cara é assassinado e volta (do inferno?) para se vingar equipado com um traje hi-tech e um carro futurista fodástico!!! Nem o Spawn teria tanto estilo.
    Passava direto no Cinema em Casa.

    1. Boa lembrança!

      Quem estiver curioso, tem no Netflix. Assisti de novo recentemente… Uma curiosidade sobre o filme: se passa no verão, mas filmaram em pleno inverno. Em quase todas as cenas os atores estão morrendo de frio, dá pra ver até o vapor saindo da boca deles em algumas cenas.

      Coisas de filme de baixo orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *