Filmes legais de moto que (talvez) você não tenha visto

One Week – Uma semana

Nesse filme, Joshua Jackson interpreta um homem comum, que leva uma vida pacata e que morre de medo de correr riscos. Mas ao ser diagnosticado com câncer terminal, e ouvir do médico que o tratamento será doloroso e com poucas chances de recuperação, ele decide comprar uma belíssima Norton Commando no impulso, e parte em  uma viagem de moto de Toronto até Vancouver, ao invés de atender os pedidos de sua noiva e família, que em desespero pedem para que ele inicie o tratamento imediatamente.

É um típico filme de road trip, com a famosa jornada do herói,  onde o personagem principal vai encontrando diferentes pessoas pelo caminho, que mudam sua concepção de mundo, enquanto ele tenta descobrir mais sobre si mesmo. O filme inteiro é permeado pelas belas paisagens do Canadá, e percebe-se que o diretor tenta fazer uma ode ao seu país de origem.

Gostei, mas confesso que achei o filme um pouco lento, com personagens apáticos. No entanto, ele rende alguns bons momentos e algumas belas cenas. A trilha sonora também é algo a se prestar atenção. Mas o mais interessante desse filme é se colocar no lugar do personagem principal e pensar: o que eu faria nessa situação?

Minha nota é 4 de 5 cervejas.
4


The World’s Fastest Indian – Desafiando os Limites

imageTunnel

Acho que é praticamente impossível gostar de moto e não gostar desse filme. Ele mostra comovente e inspiradora história de um homem que se tornou uma lenda de Bonneville: Burt Monro, um neozelandês que passou anos e anos aperfeiçoando sua Indian Scout 1920 e quebrou diversos recordes de velocidade depois dos 60 anos de idade.

Apesar do roteiro tomar várias liberdades poéticas, Anthony Hopkins faz um trabalho brilhante interpretando esse carismático herói. O filme tem uma réplica precisa da famosa Munro Special, além de retratar muito bem como era o efervescente lago de sal em Bonneville na década de 60, o lugar onde os maiores recordes sobre rodas foram quebrados e a grande meca da velocidade mundial.

É um filme para se ver e rever. E mesmo que ninguém na sua casa se interesse por motos, pode convidar a todos para a sessão. Por ser muito bem escrito e dirigido, o filme acaba atingindo um público muito maior.

Minha nota é 5 de 5 cervejas.
5nota


The Wild Angels – Os Anjos Selvagens

maxresdefault

Ok, preciso deixar claro: esse filme é uma porcaria. Tanto que ele está na minha lista de FILMES (TRASH) DE MOTO. Mas é uma boa porcaria. Ele faz parte dos filmes chamados de exploitation dos anos 60 e 70, que recebiam esse nome pois foram criados para ganhar dinheiro fácil, “explorando” subculturas que estavam na moda, sempre com baixo orçamento e muito sensacionalismo em cima deles. Wild Angels é um dos mais conhecidos, e foi a semente para o filme Easy Rider (Sem Destino). Aliás, por causa de filmes como esse, o termo foi expandido e passou a ter uma subcategoria chamada biker-explotation.

Ou seja: sim, Wild Angels, assim como Easy Rider, é tosco e carece de profissionalismo (entre muitas outras coisas). Mas sua influência cultural é inegável, e merece reconhecimento por isso.

Dou três de cinco cervejas.
3nota


Why We Ride

why_we_ride-600x888O documentário “Why We Ride” conta um pouco da paixão que nós temos pelas duas rodas. Com belas cenas, mas um roteiro um tanto lento, fez muito sucesso com a comunidade de duas rodas lá fora.

Ele tenta ser uma versão atual do “On Any Sunday”, mas faltou carisma. Mesmo assim, é interessante e muito bem produzido, o tipo do filme que eu gostaria muito de ver uma versão 100% nacional um dia.

Dou 4 de 5 cervejas.
4
(Daria só 3 1/2, mas acho um pecado deixar uma breja pela metade.)


TT3D Closer to the Edge

TT3D_Closer_to_the_EdgeGosta de corrida? Adrenalina? Então você vai se sentir em casa. Acho uma pena que, por causa da rivalidade “Customs vs Jaspions”, muitos motocliclistas não gostam de nada que envolve motos esportivas. Por isso, sempre que posso, tento atrair mais adeptos para este mundo. E uma boa maneira de se interessar mais sobre o tópico é com o documentário TT3D Closer to the Edge.

Para quem não sabe, o Tourist Trophy Isle of Man, é uma corrida pelas estreitas e perigosas ruas da Ilha de Man, entre a Irlanda e o Reino Unido. E perigosas não é eufemismo: em 100 anos de corridas, mais de 200 pilotos faleceram no circuito. Não há áreas de escape, a segurança é mínima, pilotos passam a mais de 320 km/h ao lado de muros de pedra com centenas de anos.

Um dos grandes atrativos do TT, é a sua habilidade em atrair de pilotos desconhecidos a campeões mundiais, alçando muitas vezes os desconhecidos ao status de heróis. Closer to The Edge acompanha um desses pilotos locais, o mecânico de caminhões Guy Martin, e a sua tentativa de ganhar a corrida.

Ao invés de postar um trailer, vou deixar um vídeo com cenas que definem bem a corrida. Esqueça falatório em espanhol do começo e já parta para os 36 segundos, que é onde a ação começa.

Dou 5 de 5 cervejas.
5nota


Faster

faster

Documentário na mesma pegada do anterior, que conta muito dos bastidores do MotoGP. É narrado pelo Ewan McGregor, ator que gosto bastante e que é bastante apaixonado por motos. Vale a pena, mesmo contando uma história que já está bem datada.

Dou 4 de 5 cervejas.
4


The Place Beyond The Pines – O Lugar Onde Tudo Termina

223px-The_Place_Beyond_the_Pines_Poster

Não é exatamente um filme sobre moto, mas o personagem principal é um piloto de manobras que acaba sendo levado para uma vida de crime, então vou roubar um pouco no jogo e botar ele na lista.

Tem um puta elenco, e o filme trata sobre um tema bem atual: o desemprego, a responsabilidade de ser pai e o papel do homem na sua família. Achei bem interessante, mas assim como o filme Driver, pode parecer lento para quem não gosta desse diretor ou está esperando um filme de ação.

Dou 4 de 5 cervejas.
4
.

24 ideias sobre “Filmes legais de moto que (talvez) você não tenha visto”

  1. Show de bola de mais essa lista! Sem sombra de dúvida Bayer!!! Excelente como sempre!

    Contudo um filme em especial o primeiro da lista, One Week, realmente quando assisti quase na época do lançamento mexeu muito comigo! Ele nos faz refletir sobre o quão frágeis nós somos, e também como perdemos tempo fazendo coisas que não gostamos, fazemos apenas por fazer, rotina e cotidiano.
    Mostra o quanto de tempo perdemos ficando atras de uma televisão, assistindo programas inúteis, semana após semana.

    Vale muito a pena assistir todos sem sombra de dúvida, mas One Week, realmente te faz refletir que o tempo passa, e este é muito precioso!!!

    Grande abraço a todos!

    1. Ia sugerir este filme! Se precisar, tenho ele num servidor. Te mando por e-mail o link. É também meio carente de profissionalismo e tudo o mais, mas é bem legal. Reco-fuckn’-mendo!

      1. Julio o link que refere é do “the best bar in america”? Se for, você poderia me passar o link? Eu procuro a tempos alguma forma de ver esse filme, mas só encontro meios onerosos,

        Fico no aguardo.

        Obrigado,

  2. Vi o primeiro poster e pensei: o que o Peter Bishop tá fazendo no ODC?! hehe…
    Da lista, só não vi “O Lugar Onde Tudo Termina”, mas acredito que seja bom (curti pra caramba o filme “Drive”)

  3. legal a lista vou assistir.

    Inclusive nos encontros de motos que vou compre este tipo de filme, que vou te mandar a lista depois, agora de cabeça lembro de Hell Ride que é bem interessante.

    Abraço

  4. Parabéns novamente Bayer!

    Não comento há algum tempo o blog, porém continuo acompanhando. O tempo anda curto!

    Quero comentar o que vc digitou especificamente no “TT3D Closer to the Edge”.

    Realmente alguns amigos insistem em seccionar o motociclismo de forma pejorativa, deveria ser apenas para ilustração ou classificação, mas ok, não vou entrar no mérito, pois vc já o fez e com muita propriedade.

    Queria apenas sugerir que você publique posts periódicos acompanhando e comentando cada corrida da belíssima MotoGP que está prestes a começar. Sem dúvida prestará um grande serviço no combate a essa baboseira de “custom vs jaspion” além de atrair um novo público para a competição, haja vista o enorme alcance de seu site e a bela disputa que virá em consequência dos acontecimentos finais do último MotoGP, como você chegou a comentar em outro post.

    Pense no assunto (se já não pensou rss), será muito bom continuar lendo seus posts sobre a competição e antes que alguém pergunte, eu não sou “jaspion” kkkkk

    Saudações,

  5. Cara, Acabei de ver One week.
    MUITO BOM REALMENTE VLW A DICA !!
    Mas meu coração nao me deixa calar!

    POR QUE, PELO AMOR DE DEUS. ELE LARGO A MOTO, SEI DO QUANTO RASO EH ISSO PERTO DO FILME, MAS EH UMA NORTON! MEUS OLHOS SUARAM NESSA HORA …RS

    GRANDE FILME!

    ZEQUETTO

  6. Bayer, eu vi ontem o One Week, simplesmente demais!!!
    Como só consegui assistir em inglês, com certeza alguns diálogos passaram despercebidos, por que meu inglês não é lá essa Brastemp, mas enfim… Eu daria fácil 5 cervejas, principalmente pela viagem em si…
    Como o Andrezaum disse, fiquei imaginando na situação dele, puxa vida… Com certeza é um filme para se refletir sobre a “nossa” vida… Achei demais…
    O resto vou assistir e depois comento…
    Grande abraço e muito obrigado por nos brindar com suas dicas, show de bola…

  7. De toda a lista, só assisti o Burt Munro e o Closer to the Edge. Adoro esses e recomendo.
    Já conhecia o TT antes de ver o filme do Guy Martin e adivinhe só… Fiquei muito mais fã das corridas da ilha. Sobre o Burt, só digo que se os deuses existem, ele é mais um.

  8. opa! você citou faster, do mark neale. vale mencionar: fastest, e hitting the apex, também dele. tem um com o lawrence fishburne, que é no mínimo horroroso: corridas clandestinas. diria que é uma espécie de “auto-ajuda para gente que faz racha”. e o “motoqueiros selvagens” – peter fonda aparece em um ponto na trama. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *