O que você carrega consigo? Versão 2016

Já faz tempo que não posto nada na série “O que você carrega na moto?“, então vou fazer um breve update:

DSC_5442

Da esquerda para a direita e de cima para baixo:

  1. Caderno tipo Moleskine e caneta (gosto de tecnologia, mas ainda acho que nada supera anotar uma idéia ou pensamento com sua própria letra)
  2. Pente dobrável (a melhor solução pro dilema de estar minimamente apresentável no trabalho vs. capacete)
  3. Chaves
  4. Carteira
  5. Luva deerskin (mais sobre elas no post “Motoqueiros e Cowboys“)
  6. Lanterna tática (já usei até como farol da moto no improviso)
  7. Canivete Victorinox, o popular Suíço (prefiro sair sem o celular do que sem ele)
  8. Controle de portão Highlander/Nokia (sério, ele é praticamente imortal, sobreviveu a tudo)
  9. Celular
  10. Bear Grylls Paracord Fixed Blade
  11. Spray de Gengibre

Ok, esses dois últimos itens merecem uma nota à parte.

DSC_5456

Não vou falar que ando sempre com eles, porque estaria mentindo. Geralmente estão comigo quando saio com meu cachorro para fazer uma trilha, quando saio de madrugada ou quando saio a pé com as crianças, entre outras situações.

O spray de gengibre é auto-explicativo, comprei para minha esposa ter na bolsa e acabei levando um pra mim também. Em um país onde o cidadão de bem não consegue ter uma arma de fogo, e onde itens de defesa pessoal como o spray de pimenta são proibidos, é bom saber que existem brechas na lei que permitem o uso de coisas como o spray de gengibre. Olha ele em ação aí:

Já a faca é da marca Gerber, a mesma de um dos meus canivetes favoritos. É da linha Bear Grylls, mas como não ligo para o sujeito, retirei todos os logos e menções dele. Ela é full tang e o grip nada mais é do que um pedaço de paracord trançado, bem útil em várias situações. A corda original vinha em laranja, mas troquei por essa versão preta e ainda aumentei em uns bons dois palmos o comprimento dela usando um trançado mais cuidadoso.

Ela é excelente para quem gosta de sobrevivencialismo e bushcraft. Consegue quebrar o vidro de um carro com o cabo, é resistente a ponto de cortar um pequeno tronco com marteladas no dorso,  pode ser colocada na ponta de uma madeira para ser usada como lança ou machadinha e a corda é bem útil, já que suporta até 100kg. A bainha é muito bem feita e pode ser presa no cinto em diversas posições diferentes. Eu prefiro usar a bainha na horizontal, presa nas costas.

KN904-3-700x700

Comprei na Amazon não faz muito tempo. Ela e o Buck Hunter 110 são as minhas facas favoritas.

E pra quem ainda tem dúvida que é permitido andar com pequenas facas e canivetes por aí, recomendo a leitura deste artigo aqui do defesa.org sobre o tema, e a leitura deste post aqui.

E você? O que carrega consigo na moto?

29 ideias sobre “O que você carrega consigo? Versão 2016”

  1. Essa ideia da Lanterna é muito foda, parabéns…
    Quando voltar a rodar, precisarei de um up date também, excelentes dicas, como sempre…

  2. Legal esse o que você carrega consigo, versão 2016.

    Além das coisas que eu sempre carrego comigo, como:
    * Carteira c/ corrente
    * Celular
    * Relógio
    * Caderneta
    * Caneta
    * Pente de barba (não tenho cabelo, mas tenho barba)
    * Canivete Taurus

    Eu tenho dois alforges pequenos e discretos na minha magrela. Basicamente no primeiro que é um pouco maior, e fica na balança, eu tenho:
    * Capa de chuva (somente a blusa)
    * Lata de enche pneu (Reparador Instantâneo de Pneu – Já me salvou algumas vezes)

    E no outro alforge que fica acoplado a caixa da bateria (muito show de bola por sinal), fica:
    * Kit de ferramentas mais completo que o original (vale muito a pena ter, comprei no ebay, vem com umas cento e poucas peças).
    * Lanterna de led, que auxilia muito em caso de necessidade.
    * Vários elásticos para amarrar tranqueiras na moto.

    Vale a pena andar bem preparado, sem duvida nenhuma. Ainda mais em uma viagem ou algo assim. É difícil vc conseguir se preparar para todas as eventualidades, mas se vc tiver o mínimo de condição e de conhecimento, vc pelo menos da o primeiro combate!

    Grande abraço a Todos!

  3. Bacana. Curti demais essa faca do Bear Grylls.
    Vou ver se consigo mandar uma foto depois também.
    Como alterno o uso entre as duas motos, os itens variam bastantes, mas de uma forma geral os fixos do dia a dia são esses:
    Carteira/celular/documentos/caneta/Pente de cabelo/Cheque (saio de casa sem dinheiro mas não sem uma folha de cheque).
    Uma faca dobrável daquele estilo “cartão de crédito” que deixo na carteira (não é tão eficiente e não tem a empunhadura de um canivete comum, mas quebra o galho).
    Chave para tirar o banco (alle ou de boca depende da moto do dia)
    Enforca gato
    chave de fenda (a chave de fenda já me salvou quando deu pau no relê de partida de uma das motos e precisei fazer ligação direta.
    Um saca rolha (esse é bem, bem útil e pode impressionar a Old Lady para tomar aquele vinho no alto de algum lugar com alguma vista bacana ou aquele teu amigo sarnento quando você vai tomar cachaça em algum ponto X e só se lembram depois que não teriam como abrir a garrafa se não tivesse o saca rolha).

  4. Bom dia.
    Bayer, preciso de um favor seu.
    Eu frequento o http://www.forumharley.com.br com bastante frequencia. Gosto de acompanhar as disussões dos caras. tanto que fiz um cadastro. Ou melhor, vários. Só que não lembro a mimha senha nem o “nick” ..rsrs
    Aí peço retorno através do famoso “esqueceu a senha?” e não tenho retorno. Já foram várias tentativas sem sucesso. E como tenho dois e-mails, novo cadastro não dá mais…rsrs
    Como já vi vc lá várias vezes, se não for incomodo, peço que avise o pessoal lá e informe meus e-mails: gmail ou hotmail, são iguais. Hoje usei o gmail aqui.
    Caso não seja incoveniente e se for possível, claro.
    Desde já agradeço.

  5. Cuidado com o spray de gengibre pois a vida real é bem diferente, ninguem vai ficar parado esperando levar spray na cara.
    Seguem dois vídeos do Julio Lobo onde ele faz uns testes um pouco mais realistas

    https://www.youtube.com/watch?v=CE2gxT9oVoo
    https://www.youtube.com/watch?v=HrYceqkqffs

    Sem duvidas que o produto pode ajudar, mas sozinho ele não vai ser muito efetivo a não ser em condições ideais; o que nunca vai acontecer em um cenário de defesa pessoal.

    1. Concordo. Mas o mesmo vale pra qualquer coisa, mesmo com um cara armado e treinado contra alguém determinado contra uma faca.

      https://www.youtube.com/watch?v=9igSoJHEdUo

      Mas qualquer coisa que torne você um alvo menos fácil, ou que dificulte um agressor, é uma vantagem que é muito melhor de se ter, do que não se ter nada.

      O caso de alguém obstinado contra um atacante de faca é um dos exemplos mais usados para dizer que algo não funciona. Nesse caso, só resta correr. Mas existem inúmeras outras situações na vida real onde uma ajuda é bem vinda.

      1. O problema é que na esfera da criminalidade (pra excluir, por exemplo, uma briga de trânsito), se tornar um alvo menos fácil/dificultar um agressor é sinônimo de reagir. Aí tem que colocar na balança se vale a pena correr esse risco e se você tem plena convicção de que sua habilidade em se defender é suficiente pra escapar ileso. O spray vai estar sempre à mão? O usuário vai estar o tempo todo atento ao seu redor, pra não ser surpreendido? Honestamente, eu acho que a aplicação dele é bem restrita, serve mais pra passar uma (falsa) sensação de segurança.

        E esse vídeo do Dan Inosanto só funciona porque todos os caras que chegaram nele estão com a arma no coldre, o que dificilmente acontece quando se é assaltado, por exemplo. Fora que nem todos nós fomos alunos do Bruce Lee rs..

    2. Eu esperei o texto continuar assim:

      “E o spray de gengibre é auto-explicativo: quando a garganta começa a pegar e você sabe que vai ficar doente, já vai apelando pra ele”.

      Piada à parte, numa situação de risco eu acho que ia procurar minha faca no lugar de qualquer spray. Um corte de faca na mão vale mais que mil borrifadas.

      Por outro lado, uma coisa que levo na moto que ninguém citou é essa:

      TRÊS fusíveis principais.
      “Pq três mano”?
      Pq quando queimar o seu, sua primeira ideia vai ser substituir pelo reserva. Mas se o problema ainda estiver lá, o reserva vai queimar também e aí você vai ter que fazer gambiarra perigosa.

  6. O canivete é indispensável.
    Infelizmente a lei não permite que o cidadão de bem use arma de fogo.
    Gostaria muito, pois prefiro ter e não precisar, que precisar e não ter.

  7. Grande Bayer, excelente EDC (“every day carry” para os que não conhecem o termo).

    Sobre a faca, o problema mesmo é com policiais desinformados. Já fui parado diversas vezes e meu irmão que também é parado geralmente (acho que é um “mal de família” rs) já foi intimado a dizer “aonde estava a faca”, isso que ele nem estava carregando nenhuma no dia.

    O que acontece é a história do “vou apreender sua faca e te liberar”, mas isso é errado. A lei mais atual versa que não estamos cometendo nenhum delito em andar portando uma arma branca (a menos que seja categorizado situação de risco, como em aglomerações ou lugares fechados tipo casas de show), se o policial insistir em “confiscar” o objeto você deve pedir um termo confirmando que o objeto foi apreendido e aonde deve ser retirado posteriormente. Em último caso, sempre podemos pedir para ir até a delegacia para esclarecer o caso junto ao Delegado.

    Curiosamente, anteontem enviei um e-mail ao site da Polícia Militar perguntando exatamente sobre esse assunto. Quais as recomendações ou procedimentos a serem adotados neste caso de porte de arma branca/abordagem policial e o que eles consideravam ser o processo correto. Ainda não obtive uma resposta mas vamos acompanhar.

    Grande abraço.

  8. só curiosidade

    1 – pq levar faca? Segurança pessoal??

    2 – onde levar ? jaqueta, alforge?

    Levo celular, chaves, moleskine, capa do gps que vai no guidão, docs.

    1. 1) Não, mas imagino um monte de situações onde posso precisar de uma (cortar um cinto de segurança, quebrar o vidro de um carro com alguém preso, improvisar)

      2) levo na mochila, a pé boto no cinto.

  9. Comigo sempre carrego:
    Careteira
    Celular
    Canivete
    Ferramentas diversas
    Elástico
    Cabo de embreagem que coloco em baixo do banco
    Uma mochila pequena
    E dois metros de fio

  10. Belo EDC !

    Eu, sendo adepto à filosofia do Every Day Carry, senti falta dessa série no blog! Podia voltar com as publicações dos leitores, hein!

    Abraço!

  11. Com muita infelicidade actualmente só carrego duas placas de platina e 12 parafusos na perna esquerda, ah e mais 1 parafuso no cotovelo esquerdo… ela zangou-se comigo e fomos os dois ao chão… (ingrata).

    Contudo, canivete e lanterna é indispensável, recentemente, para viagens longas e em grupo, coloquei no alforge uma corda, no caso de precisar de ser rebocado ou de rebocar alguém, lógico que é apenas para pequenas distâncias… e algumas ferramentas que já serviram bastante…

    Abraço e boas curvas…

  12. Muito bem pensado seu EDC.
    O meu é bem semelhante, inclusive a lanterna me parece ser a mesma e talvez o canivete. Qual é esse victorinox?

    Abraço e parabéns pelo blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *