Oficina em Casa – Painel metálico para ferramentas e outras dicas

O canal Oficina de Casa fez uma série ensinando como fazer um painel metálico para pendurar as ferramentas. O resultado é bem interessante para quem quer montar uma oficina em casa:

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3

Em casa eu uso um painel de MDF perfurado, com pequenos ganchos feitos com arame. Custou quase nada e já dura 6 anos sem o menor problema. Você pode ver com mais detalhe ampliando a foto abaixo:

Meu espaço de meditação zen.
Meu espaço de meditação zen.

Pretende montar uma oficina em casa pra começar a mexer na moto? Então sugiro começar lendo o post BIBLIOTECA BÁSICA: OS PRIMEIROS PASSOS PRA APRENDER A MEXER NA SUA MOTO.

Depois, um post escrito há um tempão atrás, mas que pode servir de inspiração:

OFICINA EM CASA: A CRIATIVIDADE EM PRIMEIRO LUGAR

JbirdVamos ser sinceros: muitos de nós sonham com uma garagem enorme, repleta de ferramentas bacanas, adereços nas paredes, com um frigobar para tomar uma gelada com os amigos, enquanto trabalhamos ou simplesmente admiramos a moto. Infelizmente, isso é uma realidade para poucos.

Espero que um dia todo mundo possa realizar esse sonho, mas a verdade é que não importa o espaço que você tem, e sim o que você faz com ele. Com criatividade dá pra improvisar e ser feliz, mesmo morando em prédio, ou com pouca grana para comprar equipamento.

Hecho a Mano
Garagem do Hecho a Mano.

O Hadys do Jurassic Machines, restaurou motos na varanda do apê dele, lavando peças no tanque, e depois transportando elas desmontadas no elevador de serviço. (Confira aqui e aqui.) E quem já viu alguma delas de perto, pode conferir que ele criou motos incríveis assim.

Já o Pedrão do Hecho a Mano, está reformando a Dercy na garagem do prédio onde mora. O cara fez um post muito completo sobre o assunto, você pode ler na íntegra aqui.

Tem também a bela Bobber do Carnoficina, feita em um espaço parecido, o vídeo da construção dela está aqui.

Eu tenho uma garagem parcialmente aberta, por isso me viro com um pequeno quarto convertido em oficina no fundo da casa. Quando preciso trabalhar na moto, levo um banquinho e uma caixa com as ferramentas mais importantes pra garagem, ou trago a peça que vou mexer para a oficina. É questão de ver o que funciona para você, e ir se adaptando de acordo.

Meu espaço de meditação zen.
Meu espaço de meditação zen…

Outro ponto polêmico é a qualidade das ferramentas. Tem gente importando Snap-On a preço de ouro, e comprando ferramentas de altíssima qualidade, como medidores profissionais. Já virou quase um tabu falar de outra coisa com elas.

... e o aviso na porta.
… e o aviso na porta.

Eu tenho uma visão mais simples: você precisa de boas ferramentas, não ótimas. Quem precisa das ótimas é quem trabalha 5 dias por semana com isso. O mecânico amador pode muito bem se virar com outras opções de qualidade. Claro, sempre fuja das chinesas e marcas “barbante”. Uma chave torx de qualidade ruim vai espanar o parafuso ou quebrar na hora mais imprópria, mas no geral, não precisa ser a mais cara da loja.

Usei por muito tempo a linha de ferramentas de aço cromo-vanádio da Mayle, que são a segunda linha da Belzer, assim como a Tramontina Pro. São duas opções com um ótimo custo-benefício, mas existem muitas outras.

Hoje minhas preferidas são as Craftsman, que infelizmente são difíceis de achar no Brasil, mas que lá fora são conhecidas como a “Snap-On do homem comum.“ Não custam muito, são bonitas, e ainda tem garantia para a vida toda. Se você quebrar uma, é praticamente só mandar pra Sears que eles te devolvem uma nova. Herdei algumas do meu avô, muitas com mais de 50 anos de uso, e que continuam funcionando.

E você? Se quiser compartilhar seu espaço, é só mandar o link nos comentários.

A garagem dos sonhos de muita gente.
A garagem dos sonhos de muita gente.

13 ideias sobre “Oficina em Casa – Painel metálico para ferramentas e outras dicas”

  1. Essa é a oficina mais bem organizada que eu ví em anos!!! Ta de parabéns, não só por isso, mas por este post e porque não por este maravilhoso site como um todo. Obrigado por tudo Bayer.

  2. Saúde & Paz.
    Minha “garagem” (para as poucas coisas que sei fazer) se resume em uma caixa de ferramentas (cabe tudo), uma bancada para a morsa, uma banqueta, furadeira e uma lona (1×1) para esparrar as ferramentas.
    Abraços.

  3. Odeio ler qualquer post que contenham ou lembre a palavra “ferramentas” sem morrer de raiva. Explico: Minha “nova tia” jogou todas as ferramentas de meu finado Avô fora… sabe aquelas ferramentas de verdade, da década de 50, que não quebram? então…

      1. Verdade cara… e olha que o véio tinha uma vasta gama de ferramentas, daquelas que parafuso de roda de HD sai sozinho só de medo de ver a ferramenta… sorte de quem achou… enfim…

  4. Como sou restaurador de antiguidades ,tenho um monte de ferramentas de diversos usos .Algumas inclusive que uso pouquíssimas vezes ,mas que estão lá no momento em que preciso. O universo das ferramentas é enorme ,sendo necessário pensar muito no que se vai comprar ,focando no uso objetivo das mesmas . Conheço caras que tem mais ferramentas que eu , todas de marcas ilustríssimas ,guardadas como se fossem obras de arte , e não sabem soltar um parafuso . No caso de motos ,creio ser necessário ferramentas adequadas para cada peça que se vai desmontar , sem excesso .Porém algumas tem de ser duplicadas ,pois se quebrar num sábado à noite ,não tem aonde buscar uma nova .
    Enfim, é necessário bom senso ,como em tudo na vida .

    1. Concordo. Isso é uma bela lição, Amauri.

      Muitas das minhas foram dadas pelo meu avô há uns 20 anos. Desde então, via de regra, só fui comprando na medida da necessidade, acumulando apenas as que eu ia precisando para determinado serviço. Nunca comprei apenas para ter, sempre que precisava fazer um serviço em casa ou na moto e faltava uma ferramenta, eu ia atrás dela. Como sempre vivi apertado de grana, e fazia as coisas sozinho, a maioria delas acabou se pagando no próprio serviço que era feito. Isso vale como regra pra mim até hoje.

      Eu gosto muito da cena do Gran Torino, onde o rapaz olha para o personagem de Clint Eastwood e fica impressionado com a quantidade de ferramentas dele, e diz que nunca vai poder ter tudo aquilo. Ele ri e diz pro garoto: “Você entende que uma oficina assim não se faz da noite pro dia, certo? Isso é o resultado de uma vida inteira.”

  5. Concordo com Clint até porque (quase) ninguém hoje em dia tem como entrar numa loja e levar todas as ferramentas da vitrine.
    Eu também tenho algumas ferramentas herdadas do pai e do meu irmão, como tenho poucas muitas vezes é preciso adaptar as ferramenta a ocasião nem sempre da certo mas as vezes resolve.

    Abraço Bayer obrigado pelo site.

  6. Gostei das ideias e dicas aqui e digo o seguinte, eu realizo tudo que esta ao meu alcance e analiso os valores de uma mao de obra para fazer determinado serviço em uma oficina. Ai por vezes acho melhor comprar a ferramenta, mesmo que seja especifica, nao gasto na oficina e fico com a ferramenta. Valeu Bayer pelas dicas do Post, valeu rapaziada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *