Dez dias viajando de moto sozinho

O Arthur Jung mandou um vídeo de uma viagem solo que ele fez durante dez dias, de Tubarão à costa do Chile. É pra aumentar o som e viajar na estrada com ele.

E já que o assunto é viagem, isso me lembra uma das reclamações mais constantes que eu vejo aqui quando posto sobre isso. Nos comentários sempre aparece alguém que diz: “Tenho vontade de ir para determinado lugar, mas não tem ninguém pra ir comigo”.

Honestamente? Bobagem.

Sim, eu entendo que ir com alguém é divertido e ainda reduz vários riscos numa viagem. Mas não ter companhia não é motivo de desistir, pelo contrário, vai transformar a viagem numa aventura ainda maior.

Falo isso por experiência própria, sou um cara que conta os amigos nos dedos da mão. Tem vontade? Vai sozinho. Todo aventureiro costuma dizer que, assim que a gente coloca o pé na estrada, coisas começam a acontecer. É como se a aventura agisse como um imã que atrai pessoas novas para o seu caminho, dispostas a ajudar você com os problemas que inevitavelmente surgirão.

Ted Simon, que deu a volta ao mundo sozinho em sua moto numa época sem celulares e internet, disse que a grande lição que ele aprendeu na estrada é que a ajuda sempre vem. Um viajante nunca fica sozinho.

E você? Espero em breve publicar aqui um vídeo seu como esse feito pelo Arthur.

DCIM101GOPRO

DCIM101GOPRO

DCIM101GOPRO

DCIM101GOPRO

23_800

DCIM101GOPRO

25_800

Todas as fotos © Arthur Jung

23 ideias sobre “Dez dias viajando de moto sozinho”

  1. Demais Bayer…
    Em breve terá vídeos meus por aí sozinho… Aprendi que viajar em comboio é legal, mas NADA se compara a viajar por belas paisagens SOZINHO, parando quando quer, na velocidade que quiser… planejando bem, não dá problema…
    Abraço do Rato de Minas… \o/

  2. A maioria de minhas viagens foi sozinho. Gosto de rodar só, é o momento que me encontro, que aproveito para conversar comigo. Viajar com os brothers é bom, mas viajar sozinho é ótimo. Há quase dois anos faria uma viagem de 5.000 km até a Argentina sozinho, mas um acidente me impediu. Porém as estradas ainda existem e o desejo de ir também. Logo se concretizará.

  3. As vezes o que procuramos é desculpa. Eu tinha planejado uma viagem ao Atacama pra março último, dois amigos disseram que iriam me acompanhar. Mas faltando poucos dias eles desistiram, eu decidi que iria solo, eis que um dia antes de partir um amigo do RS me mandou mensagem que iria me acompanhar a partir de Argentina e assim fomos e em vários momentos tivemos a companhia de outros motociclistas. Pra mim foram 10735 kms memoráveis.

  4. Muito legal! Parabens ao Arthur! É isso ai, viajar sozinho tem algumas desvantagens mas não é nada impossivel e com certeza a aventura vai ser maior. Showw!

  5. po… maluco foi de sportster

    eu na minah C b 1200 não aguento 100km, mas acho que o problema tá comigo, muita gente (até os que psossuem mesmo modelo) aguenta rodar de boa (120 – 140 km/h) eu mal consigo passar dos 120 por conta de dor nas costas…
    :(
    talvez minhas costas tenham sido feitas pra trail… vá saber, nunca fiz o teste

    1. Lembro que quando comecei a andar de moto (de trilha) me doíam as mãos. Acho que sempre que passamos a repetir um movimento ou ficar numa posição nova, forçamos músculos novos, e aí pode vir a dor.

      Talvez um reforço nesses músculos ajude. Ou então a simples frequência dos movimentos/posição, sem exagerar na dose inicial, também.

      Hoje tenho uma sportster com guidão drag bar e sempre me perguntam se dói. Acho que já acostumei.

      abraço

  6. Por desavenças em família acabamos (eu e a patroa) rodando de moto mais sozinho que tudo, as vezes com algum casal, ou amigo solteiro… e vou falar é ótimo…acorda e pensa, onde vou hoje? munta na moto e boa…

    1. até onde vi, você precisa sempre de RG e passar num posto pra validar sua entrada e saída do país. isso na américa do sul.
      fora daqui eu não sei.

      1. Nos países do Mercosul é necessário confeccionar antes de sair do Brasil a tal “Carta Verde” q é uma espécie de seguro que protege terceiros de possíveis acidentes ocorridos durante a viagem…

  7. Saí do Espirito Santo para o paraná sozinho a bordo da minha ténéré 250.
    Foi a melhor/pior viagem da minha vida, porque ela terminou num acidente onde perdi minha moto.
    Concordo com a frase que viajar sozinho atrai gente. mal espero para pegar a estrada sozinho de novo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *