Arquivo da categoria: Baixo custom

Basta ter vontade

O Vinícius Melo deixou nos comentários o link para uma ML bobber, na pegada das postagens sobre o Baixo Custom. Nela, o dono da moto dizia como foi o processo, e acho que ele resumiu muito bem qual é o espírito do faça você mesmo.

Vou reproduzir aqui (sem autorização) o post dele, mas acho que ele não vai se importar de saber que a experiência dele pode motivar milhares de outras pessoas.

baixo custom

PARA QUEM QUER MODIFICAR UMA MOTO
Originalmente postado em http://www.motoscustom.com.br/forum/viewtopic.php?t=4739&postdays=0&postorder=asc&start=140

O que vale é a força de vontade. se voce realmente quer, então voce consegue, nao importa que voce nao saiba nada de moto (como eu também nao sabia), que voce nao tenha ferramentas (também nao tenho muitas) que voce nao tenha amigos mecanicos (eu nao conhecia ninguem da área) que não saiba pintar (primeira vez que pintei na vida com pistola foi o tanque) que não tenha condições de idade e dinheiro (sou estudante, comecei a fuçar nela com 19 anos [estou com 21], com o soldo do quartel. (…) apenas faça e lute pelo seu sonho. não consigo contar nos dedos quantas pessoas não acreditaram em mim, mas também não posso contar quantas pessoas me ajudaram pelo caminho. crie seu conhecimento, seus contatos, SUA MOTO! tem gente disposa a ajudar e sou um deles, do mesmo jeito que tantos me ajudaram…
(…) A questao é ficar firme. se precisar erguer a moto com as mãos, sozinho, erga. se precisar por o motor na moto sozinho, coloque. dá um jeito, eu dei! poucas vezes tive compania, geralmente era amarrar peças no telhado, equilibrar em troncos, erguer no braço, as vezes ver cair, cair o chassi em cima de você, levar guidãozadas na cara, perder viagens de horas atrás de peças que voec nem sabe quais são ainda, qual loja vai ter uma coisa parecida com o que voce precisa (comprei peças em moto peças, ferro velho, casa de couro, casa de tintas, loja de informatica, pet shop e até armarinho!!!) viver com a mão suja de tinta preta, se matar pra conseguir tirar as bengalas sozinho, segurar peças com a boca, enquanto voce encaixa a porcaria do parafuso segurando com uma mão a chave, com outra erguendo a moto e com os pés ainda tendo que empurrar o calço. não dê desculpas, dê um jeito! não sabemos o quanto conseguimos fazer!
(…) basta ter vontade!

valeu a todos que acompanharam e acompanham essa história!
abraços
Andreas Hellmann