Arquivo da categoria: Bobbers

Uma Shadow bem diferente

Já postei diversas Honda Shadows aqui, a maioria bobbers, mas confesso que essa realmente me surpreendeu. Essa VT800 foi feita pelo pessoal da Dime City Cycles, que fabricam diversas peças para Bobbers e Cafe Racers.

Ela foi claramente inspirada na Honda CB77, a moto protagonista do livro “Zen e a arte da manutenção de motocicletas”, mas é obviamente muito mais anabolizada, contando com um pneu 150 aro 15 na traseira e um 100/90 na dianteira. Juntou o melhor de dois mundos: o charme incontestável de um V2, com a ciclística de uma moto moderna. Sem falar nesse visual old school que ficou muito, muito foda.

 

 

Dyna “rat” bobber

Eu sou um grande fã de Dynas, mas é difícil ver alguma realmente interessante. Parece que muitos customizadores guardam todas as suas boas idéias para as Softails. O que é uma pena, pois existem muitos outros modelos da marca que são plataformas interessantes de personalização, das Sportsters até a tão injustamente difamada V-Rod.

Felizmente, esse não é o caso da Southeast Custom Cycles. Com o slogan “making new bikes look old since 1995”, eles já construiram diversas Dynas interessantes. A deste post, por exemplo, teve uma matéria inteira dedicada a ela na Hot Bike deste mês.

A moto, que é de um dos funcionários da oficina, recebeu um frente springer, além de uma pintura personalizada com jeito de desgastada, para dar uma cara de “rat bike”.

E para os fãs de ficha ténica, seguem alguns detalhes:

Ficha Técnica
———————
Modelo
Harley Davidon Dyna Wide Glide ’06
Filtro de ar
Paughco
Escapamento
Southeast Custom Cycles
Suspensão dianteira
DNA Springer
Rodas
16×3 (diant. e tras.)
Pneus
Shinko Whitewall / 150
Manoplas
Avon
Lanterna traseira
Ford Model T


Fabricante
www.southeastcustomcycles.com

Antigas

Não tenho moto antiga, apesar de ser fã delas. Ainda pretendo restaurar uma, por isso achei muito coerente o que o Hadys do blog Jurassic Machines postou no FHD:

A principal diferença é que qualquer veículo antigo é uma máquina de fazer amigos, se você para com uma moto de zilhões de dólares em um posto de gasolina, o máximo que vai conseguir são dois piolhos em uma Hornet te seguindo para roubar a moto. Se você para com uma velhinha, junta gente, vem criança trazendo os pais, pais trazendo os filhos, idosos trazendo suas histórias, todos puxam assunto, conversam, perguntam, contam causos. Para motoboy do seu lado no semáforo e puxa assunto, não traz inveja, traz admiração. Não há desvalorização como as novas. Quem compra uma zero, um ano depois tem uma usada, quem compra uma antiga, um ano depois tem uma mais antiga.
Não sei se o escrevi é explicação ou justificativa, mas é meu ponto de vista.

Ele sabe do que está falando, pois é o dono e restaurador desta maravilhosa Flathead 1941 que ele transformou em Bobber de época.