Arquivo da categoria: Royal Enfield

A Royal Enfield chegou no Brasil. Mas que moto é essa?

Quando alguém diz que a Royal Enfield é uma moto clássica, muita gente logo imagina que ela é como a Harley ou a Triumph Bonneville: uma moto com uma longa história que foi sendo atualizada no decorrer dos anos mas mantendo o mesmo visual clássico. Afinal, as motos com visual retrô estão na moda, certo?

Acontece que a Royal Enfield é o que os memes de internet chamariam de “clássica raiz”. Porque ela, ao contrário das demais motos de visual clássico, é realmente uma moto dos anos 60.

Classic 500

Tirando a injeção eletrônica, as duas velas no cabeçote e o ABS, relativamente pouca coisa mudou nessas motos no decorrer dos anos. E mesmo o que mudou, foi mais para uma adequação as legislações pelo mundo do que por uma necessidade da marca.

Fabricada na India, a Royal sempre foi uma opção de moto robusta e barata. Não se engane, ela não é uma concorrente da Triumph Bonnevile, que oferece um acabamento muito superior, assim como tecnologia e a performance.

Bullet 500

O motor de 500cc da Royal é obsoleto e não oferece nem de longe o desempenho que a maioria das pessoas espera dessa cilindrada atualmente (não se espante se uma 250cc se sair melhor). O acabamento não tem nenhum esmero, apesar do tanque ainda ter os detalhes pintados à mão e duas cores em alguns modelos.

Felizmente, o preço cobrado pelos modelos condiz com a proposta dela. Quer uma moto com visual clássico, robusta e não pagar uma fortuna? Eis a tabela divulgada pela marca:

Bullet 500: R$ 18.900
Classic 500: a partir de R$ 19.900
Classic 500 ABS: a partir de R$ 20.900
Continental GT: R$ 23.000
Continental GT ABS: R$ 24.500

Continental GT

Apesar da performance pífia para uma café racer, eu vejo um grande potencial na Continental GT. E no quesito moto clássica, poucas motos são tão bonitas como a Classic 500 (e nessa faixa de preço arrisco dizer que nenhuma).

A primeira vez que a Royal Enfield chegou por essas bandas, eu confesso que criei uma enorme antipatia com a marca. Afinal, na tentativa de surfar na onda das motos retrô, eles jogaram o preço lá em cima e ela custava quase o mesmo que uma Sportster.

Dessa vez não. Eles estão tratando nosso mercado de uma forma muito parecido com o Indiano, onde as motos são fabricadas, e se colocando para um público que busca estilo, mas também uma moto robusta e acessível para o dia a dia.

Ainda é cedo saber como elas vão se sair por aqui. Se eles jogaram suas cartas corretamente, acredito que a Royal Enfield vai incomodar especialmente as custom de entrada, como a Dafra Horizon 250.

Agora é esperar para ver como vai se sair o pós venda e a reposição de peças.

Para terminar, deixo vocês com um review feito pelo pessoal do canal Motorama, que fez um test ride com as motos:

Inspiração: Royal Enfield

Muita gente pede idéias para a Royal Enfield. Na minha humilde opinião, acho que ela nasceu para ser uma Cafe Racer (apesar do motor ser muito fraco até para fazer o “The Ton”), e um dos melhores exemplos até o momento é a própria GT Continental de fábrica.

Mas para quem procura um estilo diferente, com uma pegada mais bobber, os nossos amigos canadenses da MotoVida fizeram uma releitura interessante desse clássico.

22_07_2014_royal_enfield_05 22_07_2014_royal_enfield_08 22_07_2014_royal_enfield_12 22_07_2014_royal_enfield_13

Fotos de Darren Hull.

Nova Royal Enfield Cafe Racer – Continental GT

Já faz um bom tempo desde que a Royal Enfield mostrou sua moto conceito, uma bela cafe racer. Demorou, mas finalmente eles decidiram ouvir o público e anunciaram que o modelo será incluído na linha 2014. O desempenho delas deve ser pífio, mas não há como negar que são estilosas. Espero que ao menos elas sejam capazes de atingir o The Ton, uma velocidade que a original não chega nem perto.

Gostei particularmente do respeito à tradição das cafes, colocando o Ace Cafe no comercial, assim como a breve aparição de alguns Mods. O comercial tem um ritmo bem lento (assim como as Royals), mas com algumas cenas legais.

E se você não conhece a história das Cafes Racers, recomendo este post aqui.

Screen shot 2013-09-11 at 6.30.57 PM

Royal Enfield Cafe Racer

20130213-173513.jpg

Essa bela 500cc Cafe Racer é uma versão de fábrica da divisão americana da Royal Enfield, uma tentativa de atrair novos consumidores para a tradicional marca, pegando carona na febre das Cafe Racers.

Há um bom tempo atrás, algumas revistas “especializadas” fizeram testes e matérias sobre a chegada das Enfield no Brasil, com um preço na faixa de 15 mil reais. O que faz sentido, já que são motos com um projeto antigo, fabricadas até hoje para o mercado indiano.

No entanto, nenhuma das revistas publicou quem era o responsável pela marca no Brasil, ou mais detalhes sobre a operação, o que me deixou com um gostinho de golpe de assessoria de imprensa até hoje.

Royal Enfield Cafe Racer

Já faz tempo que está rolando um boato de que a Royal Enfield virá para o Brasil, e que o seu carro chefe, de 500cc, deverá custar entre 14 a 18 mil reais por aqui. Algumas revistas nacionais, chegaram inclusive a publicar um teste com uma delas, e uma versão de teste foi flagrada com placa azul em São Paulo, mas o assunto desapareceu da pauta.

Para quem não conhece, ela é basicamente a mesma moto dos anos 60 (com alguns aperfeiçoamentos), que continua sendo fabricada até hoje em dia na Índia. Baixo preço e confiabilidade, ideal para aquele mercado.

E se você gostaria de saber qual é o potencial de customização dessas motos, dá só uma olhada nas fotos aí embaixo: